AnaMaria
Últimas Notícias / VIOLÊNCIA

Luiza Brunet relembra agressão do ex: ''Fui muito julgada pela denúncia''

Ex-modelo pediu para que a sociedade pare de julgar mulheres que sofrem abusos

Da Redação Publicado em 17/06/2020, às 11h09 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Luiza Brunet relembra caso de agressão e desabafa - Instagram/@luizabrunet
Luiza Brunet relembra caso de agressão e desabafa - Instagram/@luizabrunet

Luiza Brunet relembrou, durante uma live com a ginecologista Albertina Takiuti na noite de terça-feira (16), a denúncia de agressão que fez contra o então namorado, Lírio Parisotto, em meados de 2016.

Na ocasião, ela afirmou que foi discriminada quando tornou o caso público.

“Fui muito julgada quando eu fiz a minha denúncia e sei exatamente o que isso causa na parte moral e física. Você adquire doenças por conta dessa fragilidade de ser exposta, de você contar uma desgraça que aconteceu na sua vida para a sociedade, para mostrar que a violência está em todas as classes. E você sofrer coação, julgamento, tanto da parte de quem te faz mal quanto da sociedade. Você fica com a vontade de retroceder”, afirmou.

A ex-modelo, que hoje trabalha ajudando mulheres que sofrem violência doméstica, também falou sobre o abuso que sofreu aos 13 anos, quando trabalhava na casa de uma família.

“Eu tinha vergonha de falar. Comecei a ter mais coragem de falar dessas coisas muitos anos depois”, disparou ela, que também vivenciou a violência na infância.

“Minha mãe ficou mais de 20 anos casada com o meu pai e sofrendo violência. Meu pai era alcoólatra, o que potencializa ainda mais a violência. E conviver com isso na infância foi terrível”, afirmou.

Por fim, ela ressaltou a importância da denúncia, e pediu para que as mulheres que sofrem abusos procurem por apoio.