AnaMaria

Marco Antonio Villa estreia em nova rádio após saída polêmica da Jovem Pan

Historiador Marco Antonio Villa vai ancorar o jornal 'Primeira Hora' a partir das 7h

Da Redação Publicado em 11/07/2019, às 12h04 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Marco Antônio Villa (esq.) em entrevista ao canal no YouTube de Marcelo Bonfá (dir.) - Reprodução/YouTube
Marco Antônio Villa (esq.) em entrevista ao canal no YouTube de Marcelo Bonfá (dir.) - Reprodução/YouTube

Marco Antonio Villa estreia na programação da Rádio Bandeirantes na próxima segunda-feira (15). O historiador, que foi demitido da rádio Jovem Pan no final de junho, vai ancorar o 'Primeira Hora'.

“Estou animado e com muita disposição para discutir os principais problemas do Brasil no momento em que a política virou um assunto do cotidiano. Antigamente se dizia que não era bom falar de política na família, no trabalho. Hoje é o inverso. É estranho alguém que não fale sobre política. A ideia é qualificar a discussão política, isso que é central. Não é informação pela informação, mas sim a qualidade da informação. Eu acho que esse é o meu papel, esse é o desafio”, avalia Marco Antonio Villa.

A Rádio Bandeirantes também levará ao ar comentários do historiador ao longo da programação. Eles serão veiculados nos programas '90 Minutos', 'RBNews' e 'Bastidores do Poder'.

O 'Primeira Hora' também é transmitido em áudio e vídeo no Facebook e no YouTube da Rádio Bandeirantes.

DEMISSÃO

Villa deixou a rádio Jovem Pan no final de maio, em que comentava no 'Jornal da Manhã', após entrar em confronto com a emissora por causa de críticas recorrentes ao presidente Jair Bolsonaro, seus filhos e ao escritor Olavo de Carvalho. 

No entanto, em entrevista para o canal Pingue-Pongue, de Marcelo Bonfá, ele desconversou sobre a participação do presidente em sua demissão. "Seria uma leviandade eu dizer sim ou não, porque eu não sei. Para mim, isso já é passado."

"Foi um momento muito triste, me deixou muito magoado, achei um ato de absoluta deslealdade com uma pessoa que sempre se dedicou muito ao trabalho", declarou sobre sua saída da emissora. 

Entretanto, o historiador ainda considera a possibilidade de retornar à Jovem Pan no futuro. "O destino só Deus sabe. Pode ser que um dia eu seja convidado para algum tipo de trabalho que me agrade, que queiram que eu trabalhe lá. Em circunstâncias muito particulares, evidentemente que precisa  ser um pouco diferente do que os episódios que ocorreram agora na minha saída."