AnaMaria
Últimas Notícias / Política

Marieta Severo lamenta cortes nas artes e na cultura

Marieta Severo comenta a situação das artes e cultura durante o Governo Bolsonaro

Da Redação Publicado em 20/09/2019, às 15h51 - Atualizado às 15h51

Marieta Severo - Reprodução/Instagram
Marieta Severo - Reprodução/Instagram

Marieta Severo viralizou nas redes sociais após desabafar sobre a situação atual das artes e da cultura. Fazendo um paralelo com o fechamento da Embrafilme, que aconteceu durante o governo Collor, a atriz lamentou o fim da Ancine em um bate-papo com o ‘Cinejornal’, exibido pelo Canal Brasil, na tarde desta quinta-feira (19). 

“O Collor terminou com a Embrafilme em um processo muito vingativo com os artistas. A gente tinha uma produção com a Embrafilme de cento e poucos filmes por ano e a gente caiu para um filme. Foi uma catástrofe”, recordou.

A carioca não negou a existência de erros nos procedimentos da Ancine, mas criticou a decisão do presidente Bolsonaro de desmontar a produtora. 

“Aí agora, plaft, vieram de novo para cima da gente. Foram em cima da Ancine, pararam as produções. A gente erra. Tudo que o ser humano faz é impregnado de erro. Tem erro na Ancine? Vamos corrigir. Tem erro na Embrafilme? Vamos corrigir”, declarou.

Otimista, Marieta garantiu que a arte não desaparecerá tão facilmente: “A Arte, a ficção, a cultura, sempre, sempre renasce. Ela é fundamental para o ser humano. Ela é fundamental para um país. Ela é a Ela é a alma do país. Ela que mostra para o mundo, para todo mundo quem a gente é. A gente retoma e, sempre retomará”, concluiu.

Rapidamente, as declarações da atriz ganharam repercussão na web e muitos internautas apoiaram a posição da artista. Um deles foi o youtuber e empresário Felipe Neto: “Marieta Severo, você é uma musa inspiradora, uma Deusa da história cultural deste país. Que palavras, que coragem, que mulher! O Brasil te ama, Marieta. São discursos assim que entrarão para a história”, tweetou.