AnaMaria
Últimas Notícias / Tristeza!

Menino de 9 anos é ameaçado por torcida santista após ganhar camisa de goleiro palmeirense

Bruninho usou as redes sociais para se desculpar com os torcedores do peixe

Da Redação Publicado em 10/11/2021, às 13h37 - Atualizado às 14h06

Após o episódio, Bruninho justificou nas redes sociais - Reprodução/Instagram
Após o episódio, Bruninho justificou nas redes sociais - Reprodução/Instagram

Uma confusão no jogo entre Santos e Palmeiras, realizado no último domingo (7), gerou grande revolta nas redes sociais. Acontece que um garotinho de apenas 9 anos, identificado como Bruninho, foi hostilizado e ameaçado pela torcida santista após ganhar uma camisa de seu ídolo, o goleiro palmeirense Jailson

Na ocasião, os torcedores do Peixe partiram para cima do menino e, por esse motivo, ele precisou ser escoltado por policiais até a porta do estádio. Segundo informações do pai de Bruno, tudo aconteceu de forma muito agressiva: "Tinha gente gritando 'pega o moleque, pega a camisa' e eu comecei a gritar: 'pega o pai do moleque!'".

"O pessoal do andar de cima queria descer. Comecei a tirar relógio, boné, coloquei tudo na mochila. O B. ficou com medo, pediu para devolver a camisa. Mas não tinha mais o que fazer. Os caras vindo para cima... Nisso, chegou a Polícia Militar e ficamos ao lado deles, nos levaram para fora. Mas e o medo de ir embora?", relembrou, em entrevista ao UOL.

Comovido, ele revelou que o filho ficou visivelmente magoado com a situação: "O Bruno está aqui em casa, já chorou. Eu expliquei para ele que o mundo é louco, que infelizmente o que ele fez é errado. Tem gente que é maluca, não consegue entender a intenção dele".

RETRATAÇÃO
Após o ocorrido, o garoto decidiu, então, se retratar com a torcida santista. Através de um vídeo, Bruninho explicou que sempre foi fã dos goleiros Jailson e Weverton: "Me desculpa se alguém se ofendeu, que eu peguei a camisa do Jailson. Eu gosto muito dele. E gosto do Weverton [titular do Palmeiras] porque ele é da seleção brasileira".

Por fim, ressaltou que jamais teve a intenção de desrespeitar o time da Vila Belmiro: "Eu não sou palmeirense, sou santista. Eu sou santista. Sempre apoiei o Santos nos momentos mais difíceis. Sempre estive junto com o Santos. Não quis pegar a camisa do Jailson pra ofender ninguém".

REPERCUTIU NA WEB
A repercussão do caso foi tanta que jogadores famosos comoNeymar, Pelé, Gabigol e Falcão prestaram apoio ao torcedor mirim nas redes sociais. O craque Neto, por sua vez, também comentou sobre o assunto noprograma 'Os Donos da Bola': "Você não precisa pedir perdão. Quem tem que pedir desculpas são os safados que fizeram isso com você. Não valem nada".

"Olha o ponto que o futebol brasileiro chegou. Uma criança tendo que se posicionar por gostar de um jogador. É o apocalipse do futebol", completou o comentarista Souza

Confira o vídeo: