AnaMaria

Mensagem da Karlinha: A vida nos devolve o que damos a ela

Antes de esbravejar por qualquer coisinha, avalie se vale a pena perder o controle tão gratuitamente

Karla Precioso Publicado em 11/02/2019, às 06h40 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Esta foi a mensagem da Karlinha da edição 1165 - Banco de Imagens/Getty Images
Esta foi a mensagem da Karlinha da edição 1165 - Banco de Imagens/Getty Images

Se irritar porque o feijão salgou, a roupa manchou, a chuva molhou o sapato... Isso é tão comum, mas reagir diante de fatos assim como se fossem uma catástrofe é falta de bom senso. 

Antes de esbravejar por qualquer coisinha, avalie se vale mesmo a pena perder o controle tão gratuitamente. Ao pesar fatos bons e ruins, acredite, o saldo será positivo. Você verá que, geralmente, há muito mais motivos para sorrir do que para chorar. 

Não é o caso de ser ingênua e achar que tudo está sempre bem, mas também não é para se deter apenas no lado sombrio das situações. Como disse o escritor Paulo Coelho: “Insistimos em ver o cisco no olho e esquecemos as montanhas, os campos...”. 

É isso! A vida nos devolve o que damos a ela. É a história de ver um copo d’água pela metade e dizer que está meio cheio ou meio vazio. Ambas as afirmações estão corretas, mas uma delas mostra a sua satisfação em ter mais meio copo para beber; já a outra denota que meio copo para você é pouco. Reflita... Boa semana e fique com Deus.