Ministério da Saúde assina acordo para reduzir açúcar dos industrializados

Produtores terão cinco anos para adaptar itens com nova regulamentação

Marcela Del Nero Publicado segunda 26 novembro, 2018

Produtores terão cinco anos para adaptar itens com nova regulamentação
Acordo implica que indústria alimentícia abaixe o teor de açúcar em cinco anos - Banco de Imagem/iStock

O Ministro da Saúde Gilberto Occhi assinou nesta segunda-feira (26) um acordo para reduzir o teor de açúcar em alimentos industrializados. Isso inclui itens como bolos, refrigerantes, sucos de caixinha, achocolatados, entre outros.

A ideia segue o modelo do acordo que busca diminuir a quantidade de sódio em 28.562 toneladas até 2020. Neste caso, a indústria alimentícia terá que reduzir 144 mil toneladas de açúcar em cinco anos.

BOA NOTÍCIA
De acordo com Angélica Grecco, coordenadora de Nutrição Clínica do Hospital Santa Helena de Santo André (ABC Paulista), a nova medida do Ministério da Saúde fará a indústria alimentícia diminuir o açúcar nos alimentos processados, tornando eles menos agressivos ao nosso organismo.

"Isso pode auxiliar na melhora dos hábitos alimentares da população, assim como a conscientizar o consumidor", aposta.

MALEFÍCIOS DO AÇÚCAR
A especialista explica que o açúcar em excesso pode levar ao desenvolvimento de várias doenças crônicas não transmissíveis, como obesidade, diabetes, colesterol alto, gordura no fígado, pressão alta.

"Outro problema é que o paladar, principalmente das crianças, fica cada vez mais acentuado para o consumo de doces", ressalta a nutricionista. "Isso pode ocasionar em uma falta de estímulo para o consumo para outros alimentos essenciais para a nossa saúde, como os ricos em vitaminas e minerais."

ATENÇÃO AOS RÓTULOS!
Além disso, é de extrema importância ficar atento aos rótulos dos produtos. E a ordem em que eles estão listados não é aleatória. “Quanto antes estiverem dispostos na lista de ingredientes, maior a quantidade vai existir no produto”, explica Angélica. 

A nutricionista ainda dá uma dica que vale ouro: se o item tiver açúcares, aromatizantes artificiais e óleos em geral, melhor deixar na prateleira, pois são extremamente prejudiciais à saúde. 

DICAS PARA O RESTO DA VIDA
Não sabe como substituir esses alimentos processados da sua dieta? Nós te damos uma mãozinha! Confira as dicas:

  • Priorize o consumo de frutas frescas e sucos sem açúcar ou conservantes;
  • Leia atentamente os rótulos dos produtos;
  • Inclua alimentos de proteína pouco processados, como: frango, carne vermelha, porco, ovos e laticínios;
  • Evite fast foods;
  • Faça a maioria das refeições em casa, onde o controle sobre os ingredientes é maior.

Último acesso: 06 Jun 2020 - 08:44:16 (1048019).