AnaMaria

Morre aos 68 anos o cantor Porca Véia, fundador do Grupo Cordiona

Gaiteiro estava internado após sofrer duas paradas cardíacas

Da Redação Publicado em 12/06/2020, às 17h26 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Porca Véia morre aos 68 anos - Arquivo Pessoal
Porca Véia morre aos 68 anos - Arquivo Pessoal

O cantor e compositor Porca Véia, de 68 anos, morreu nesta sexta-feira (12), após duas paradas cardíacas. Ele estava internado no Hospital Regina, em novo Hamburgo, Região Metropolitana de Porto Alegre (RS).

Porca tinha insuficiência renal e fazia seções de hemodiálise pelo menos três vezes na semana.

Ele foi fundador do Grupo Cordiona, que anima bailes pela região sul do país e leva ao público a música de raíz gaúcha. Entre seus sucessos estão "Lembranças", "De Alma Serrana", "Do Jeito que Deu" e "Gaiteiro Por Demais", possui 21 CDs e 3 DVDs gravados, além de dois discos de ouro.

O músico deixa sua esposa, Claudinéia Bossardi, e quatro filhos, além de diversos fãs e amigos.

O Movimento Tradicionalista Gaúcho, do qual seu grupo fazia parte, manifestou solidariedade pelas redes sociais.

“Relato emocionado no nosso vice-presidente, adido cultural do estado e presidente da Comissão Estadual dos Festejos Farroupilhas César Oliveira, sobre a morte de seu colega músico Porca Véia”, escreveram na legenda de um vídeo.

Élio da Rosa Xavier é natural de Lagoa Vermellha. Iniciou na carreira artística ainda criança, por influência de seus pais e tios, que já eram músicos. Patrticipou de festivais tradicionalistas e fez shows no RS e em outros estados.