AnaMaria

Morre o atleta olímpico Ian Matos, aos 32 anos, após sofrer infecção pulmonar

Ele estava internado na Casa de Saúde São Bento, na Ilha do Governador, no Rio

Da redação Publicado em 22/12/2021, às 10h59 - Atualizado às 11h09

Ian Matos não resistiu a uma parada cardiorrespiratória - Instagram/@ianmatos
Ian Matos não resistiu a uma parada cardiorrespiratória - Instagram/@ianmatos

Morreu Ian Matos, atleta olímpico dos saltos ornamentais que participou dos Jogos Olímpicos de 2016, na última terça-feira (21). Ele tinha 32 anos e lutava contra uma infecção pulmonar há quase dois meses, quando foi internado na Casa de Saúde São Bento, na Ilha do Governador, no Rio de Janeiro (RJ).

Inicialmente, ele foi hospitalizado com uma infecção na garganta. A bactéria, porém, desceu para o esôfago e, depois, para o pulmão. Nos últimos dias, seu estado de saúde se agravou e ele não resistiu a uma parada cardiorrespiratória.

Ian Matos foi um dos primeiros atletas de alto rendimento do país a assumir que era homossexual e lutava por respeito ao movimento LGBQTIA+. Ele foi um dos poucos atletas brasileiros nas Olimpíadas de 2016 que se declarou homossexual. Seu feito foi tamanho que, mais tarde, em Tóquio, 45 atletas da delegação brasileira se declararam bissexuais ou homossexuais.

Na Rio 2016, o atleta de saltos ornamentais conquistou o oitavo lugar no trampolim de 3 metros. Ele também foi a três edições dos Jogos Pan-Americanos (2011, 2015 e 2019), a dois Mundiais (2015 e 2019) e a uma Copa do Mundo (em 2016). 

Recentemente, amigos de Ian elaboraram uma vaquinha que visava permitir que a mãe e a irmã dele, que moram no Pará, viajassem ao Rio para visitá-lo. A meta era arrecadar R$ 10 mil, mas o valor chegou a mais de R$ 17 mil em poucos dias, permitindo o deslocamento da família do atleta.