AnaMaria
Últimas Notícias / Indenização

''Não é problema meu'', diz Denilson sobre dívida milionária de Belo

Ex-jogador Denilson comentou indenização que Belo lhe deve

Da Redação Publicado em 01/08/2019, às 09h14 - Atualizado em 18/08/2019, às 10h56

Denilson e Belo travam uma briga judicial desde o fim do grupo Soweto - Reprodução
Denilson e Belo travam uma briga judicial desde o fim do grupo Soweto - Reprodução

Denilson soltou o verbo para falar da dívida de cerca de R$ 5 milhões que o cantor Belo lhe deve. Em entrevista ao programa 'A Tarde É Sua', da Rede TV!, o ex-jogador abriu o jogo e falou tudo o que pensa sobre o assunto. 

Durante a conversa, o comentarista da Band disse que se assusta com as declarações do pagodeiro, uma vez que afirma que o contrato era muito claro na época em que comprou os direitos do grupo Soweto, em 1998. "O choro é livre, né irmão? Depois de 20 anos ele foi entender que não podia assinar o contrato daquela forma? Se ele falou que não tem como me pagar e não tem dinheiro já não é um problema meu."

Ele ainda revelou que demorou a entrar na Justiça - no ano 2000 - com um processo porque acreditava na palavra do cantor. "Até pela amizade que eu tinha com ele e com a galera do grupo."

"Tem que honrar com seus compromissos. Foi assim que meu pai e minha mãe me ensinaram. Acho que o ser humano quando tem caráter e quando tem boa índole, honra não só com suas palavras", prosseguiu. 

Denilson declarou também que Belo sabia das multas que constavam nas cláusulas do contrato. "Se ele foi mal instruído aí não é um problema meu. Por isso volto a falar, quando ele diz que o grupo tem que pagar porque ele não tem e que tem que ser dividido é que cai em contradição. Eu não tenho dinheiro, agora se dividir entre todos ele tem dinheiro. É estranho, né? Enfim, vou continuar com a minha vida sem problemas nenhum. Uma hora chega."

ENTENDA

Denilson e Belo trouxeram a tona a discussão sobre o processo judicial em que estão envolvidos, desde que o ex-jogador comprou os direitos do grupo Soweto. 

Na época, Belo era o vocalista e pediu para sair da banda, em 2000, o que gerou um processo por danos morais. Denilson entrou na Justiça e ganhou a causa. No entanto, até hoje não recebeu a indenização. 

Recentemente, em entrevista ao 'Notícias da TV', Belo afirmou que não tem dinheiro para quitar a dívida. "Não tenho condições."

"Ele (Denílson) tem o direito de acionar a Justiça, mas a pergunta que eu faço é: por que só eu tenho que pagar? Nós éramos seis componentes, e a cobrança pelo fim do grupo só vai sobrar para mim? Se dividir para os seis, eu pago", disse o cantor.