''Não tenho pena de quem trabalha neste governo'', diz Antonio Fagundes

O ator disse que sente até um pouco de raiva de quem aceita o cargo

Da Redação Publicado segunda 12 outubro, 2020

O ator disse que sente até um pouco de raiva de quem aceita o cargo
Ator concedeu uma entrevista ao jornal Estado de S. Paulo - Instagram/@antoniofagundes

Antonio Fagundes deixou claro, em entrevista à coluna de Sonia Racy, do jornal O Estado de S. Paulo, que não sente pena de quem aceita trabalhar no governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). 

De acordo com o ator, ele chega até a ter "um pouco de raiva" de quem diz sim ao cargo. Para ele, a única proposta da Secretaria Especial da Cultura em quase dois anos, que já foi comandada por Regina Duarte e atualmente está nas mãos de Mário Frias, "é a de acabar com a Cultura". 

"Tenho pena de atores que aceitam esse tipo de coisa. Eles não têm a menor noção de como funciona aquilo ali. Não é uma novela, é um circo com regras próprias. E dependendo do governo, as regras são mais loucas ainda. Agora, não tenho pena não de quem aceita trabalhar neste governo atual. Tenho até um pouco de raiva", contou o artista.

Ao ser questionado pela jornalista se alguma medida específica o deixou inconformado, Fagundes disse ser o "conjunto" de propostas, pois não é de hoje que é possível ver o "mau-caratismo" do governo em relação à cultura. 

"Começaram a fazer uma campanha de que os artistas mamavam nas tetas do governo. Você já percebia aí uma coisa de mau-caratismo. Eles eram contra a Lei Rouanet. Todo o patrimônio histórico brasileiro está sendo dilapidado, as sinfônicas não estão podendo sobreviver, calaram os circos. E espere: vão destruir também o cinema", analisou. 

FIM DO CONTRATO COM A GLOBO

Em setembro deste ano, foi noticiado que Antonio Fagundes não faz mais parte do quadro fixo de funcionários da TV Globo. O ator não teve seu contrato renovado com a emissora e agora trabalhará por obra. 

Ainda à coluna de Sonia Racy, o veterano disse que a decisão foi benéfica para ele: "Estive trabalhando na TV Globo nos últimos 44 anos, recebi um milhão de convites para fazer coisas e eu não pude aceitar porque estava preso contratualmente à emissora. O fim do meu contrato é consequência de uma mudança operacional da empresa e não vejo isso como um problema não".

Ele, inclusive, já está sendo cotado para o remake da novela 'Pantanal', previsto para 2021, em que deve interpretar José Leôncio, papel que foi de Claudio Marzo na versão original. No entanto, o ator deixou claro que ainda está negociando com a emissora. 

Último acesso: 25 Sep 2021 - 15:17:31 (1127055).