AnaMaria

"Não teria conseguido sem a minha família"

Luciano, que perdeu 36 kg, revela os segredos para manter a boa forma e entrega: o apoio de sua mulher foi fundamental durante todo o processo

Ana Bardella Publicado em 09/06/2017, às 10h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

Luciano: "Não teria conseguido sem a minha família" - Divulgação/TV Globo/Leo Breanco/Brazilnews/Manuela Scarpa/Agnews
Luciano: "Não teria conseguido sem a minha família" - Divulgação/TV Globo/Leo Breanco/Brazilnews/Manuela Scarpa/Agnews
Quem está determinado a emagrecer, em geral, encontra a própria motivação para secar. O caso do cantor Luciano, dupla de Zezé Di Camargo, não foi diferente. Em meio a risadas, o sertanejo revela que não passou bem durante seu desempenho em uma noite romântica com a esposa, Flavia Fonseca [36 anos, mãe das gêmeas Isabella e Helena, de 7]. Incomodado, e atribuindo o episódio ao excesso de peso, fez desse sentimento o estopim para mudar sua relação com a comida. Resultado: o cantor de 1,54 m foi de 96 kg para 57 kg [por causa da malhação, recuperou 3 kg, mas de massa magra]. Agora, Luciano entrega as dicas para entrar em forma e manter o peso, e ainda como o apoio da mulher foi essencial para essa conquista.

O que o motivou a começar uma reeducação alimentar?
Como contar isso? [risos] Não me senti bem durante uma noite de amor com a minha mulher. A partir daí, comecei a mudar meu modo de vida. Estava sem malhar e, apesar de comer coisas saudáveis [já não ingeria frituras, bebia pouco refrigerante], consumia tudo em quantidades enormes! E abusei das besteiras quando parei com os remédios. Eu não entendia a diferença entre a fome e a vontade de comer. Então, exagerava. Além disso, os horários da minha alimentação eram desregrados, eu comia correndo. 

E quando tudo começou a mudar?
Quando reduzi as quantidades e melhorei a qualidade. Hoje, faço pequenos lanches de três em três horas e procuro ter tempo para comer. Além disso, passei a praticar exercícios. Aí, fui compartilhando essas mudanças nas redes sociais, o que me encheu de
entusiasmo. Tive um incentivo grande por parte das pessoas e sabia que, se parasse, desapontaria muita gente. A reeducação trouxe ótimos resultados e, mais tarde, comecei a fazer a dieta PronoKal®, que sigo até hoje. 

Incomoda a curiosidade das pessoas com relação ao seu físico?
Na primeira fase da minha atual dieta, perdi 9 kg em 1 mês. Quando surgi mais magro, no Carnaval de 2016, todo mundo se assustou. Disseram que fiz redução de estômago, que eu estava doente... Mas atingi um peso satisfatório por meio de dietas e exercícios. Hoje, ao contrário da época em que considerava “impossível emagrecer sem remédio”, presto um serviço saudável à sociedade ao compartilhar minha história.

Como funciona sua dieta atual?
É um processo sério. o Anderson Silva [ex-campeão peso médio do UFC] precisava perder 6 kg e não conseguia. Para fazer isso, usou o método PronoKal®. Nele, a perda de peso é rápida porque o corpo entra em processo de cetose. Para isso, é necessário ingerir os alimentos que vêm em formatos de sachê e se transformam em omeletes, panquecas, doces, sucos... Essa é a primeira e mais “severa” etapa. No meu caso, ela durou só um mês. Depois, aos poucos, são introduzidos outros alimentos, como vegetais e peixes, na alimentação.

Como é o seu cardápio hoje?
De segunda a quinta, me alimento somente dos sachês, além de saladas e vegetais. Nos outros dias estou livre. Mas não é por isso que como um elefante! [risos] Procuro manter uma dieta de até 800 kcal por dia.

O sabor dos sachês não enjoa?
Antes do método, tinha vontade de parar com o frango! Sou sincero ao dizer: prefiro o sabor do produto ao de outros alimentos. A adaptação foi tão boa que, se não fosse a indicação médica de introduzir variedades ao cardápio, ficaria só com os sachês. Mas,
para facilitar, como um vegetal por dia: abobrinha, chuchu, vagem, berinjela.

Sente falta de alguma comida?
No início, sentia falta de mastigar, de comer até ficar pesado. Logo depois de almoçar, já queria beliscar algo. Depois, entendi que aquilo não era fome. Era uma vontade errada de comer.

Você sabe cozinhar?
Só o trivial... Minha mulher é quem cozinha. Ela faz um bolo que, depois de pronto, nem gruda na forma!

A Flavia o ajudou na dieta?
Ah, sim... Principalmente no começo. Quando parei com os remédios, comi muita besteira. Ela me ajudou a parar com esse hábito. Dizia: “É um prazer que vai acabar rápido, não vale a pena”. E até hoje, no dia a dia, me incentiva. Por exemplo, nós costumamos sair para jantar. Se vamos a uma pizzaria, ela escolhe um sabor mais leve, para me acompanhar. E olha que a Fau [apelido da esposa] come de tudo, ela é boa de garfo, não sei como não engorda! [risos] Mas ela evita comer doces na minha frente e opta por restaurantes saudáveis por minha causa.

E suas filhas, elas também já aderiram aos seus hábitos mais saudáveis?
Elas só comem doce quando estão de folga. Ambas têm uma alimentação saudável desde bebês. Minha esposa soube falar mais
“não” do que “sim” para as duas. Mesmo assim, as coisas não são impostas. Nos finais de semana, deixamos a alimentação livre,
mas nada exagerado.


Entenda o PronoKal®
O método de emagrecimento adotado por Luciano exige prescrição médica e é indicado para quem precisa perder muito peso rapidamente. De cara, quem topa o tratamento muda radicalmente a alimentação e passa a ingerir, na primeira fase, somente sachês em pó em todas as refeições. Preparados da maneira adequada, se transformam em pratos, como panqueca e omelete. A formulação dos produtos tem a exata quantidade de carboidratos e proteínas para que o corpo comece o processo de cetose (quando o organismo busca energia diretamente na gordura, eliminando seus estoques) e acelere a perda de peso. Quando 80% do volume desejado é perdido, inicia-se a inserção de outras comidas no dia a dia. O preço é salgado: cada refeição pode custar até R$ 19. Como são feitas até seis ao dia, o valor pode chegar a R$ 114 em 24 horas.


2012
Por muitos anos, o cantor fazia uso de remédios para emagrecer e sofria com o chamado “efeito sanfona”. Em dezembro deste ano, Luciano tomou a radical decisão de suspender os medicamentos de uma vez por todas. Na época, ele pesava 74 kg.

2013
Após três meses sem medicação, chegou ao auge do peso, 96 kg. Então, resolveu mudar. Segundo médicos, ele engordava porque comia demais. Com os profissionais, aprendeu a regular o quanto colocava no prato, começou a correr na esteira e fazer muay thai. Ele enxugou 32 kg em 2 anos e meio.

2015
Com 64 kg e preparando-se para participar de uma corrida, machucou uma das pernas e precisou suspender os exercícios aeróbicos por um tempo. Com isso, engordou 2 kg. Em seguida, descobriu o método PronoKal® e perdeu 9 kg em 1 mês, chegando a 57 kg.

2016
Início da manutenção da nova forma, na qual outros alimentos (vegetais, peixes...) são inseridos no cardápio. Como sua esposa achou que estava muito magro, o cantor investiu em malhação e ganhou 3 kg de massa magra.