AnaMaria

Neymar sofre racismo durante jogo e exige punição para adversário e árbitro

Atleta também recebeu apoio de amigos e fãs

Da Redação Publicado em 14/09/2020, às 08h15 - Atualizado às 09h29

Neymar voltou a jogar pelo PSG após testar positivo para Covid-19 - Instagram/@neymarjr
Neymar voltou a jogar pelo PSG após testar positivo para Covid-19 - Instagram/@neymarjr

Em seu jogo de retorno após testar positivo para o novo coronavírus, Neymar foi vítima de racismo, no último domingo (13). O jogador denunciou o zagueiro espanhol Álvaro Gonzáles, do Olympique de Marselha, após ser chamado de "macaco". Agora, o atleta espera uma punição para o adversário e para o árbitro Jérôme Brisard. 

Tudo aconteceu aos 5 minutos do primeiro tempo da disputa. O atacante Ángel Di María, do PSG, foi atingido por González, que foi advertido. Neymar então foi em direção aos dois para defender o companheiro de time. 

Em vídeo que circula nas redes sociais, é possível ouvir o brasileiro dizer "racismo, não" em espanhol por duas vezes ao adversário. Mais tarde, no Twitter, o atleta disse que foi chamado de "macaco FDP" e questionou o VAR por não pegar o momento em que foi insultado.

O craque acabou expulso no fim da partida, após uma confusão generalizada em campo, na qual agrediu Álvaro González. Após o tumulto, outros quatro atletas também receberam o cartão vermelho. 

"Único arrependimento que tenho é por não ter dado na cara desse babaca", afirmou o brasileiro nas redes sociais.

Além disso, Neymar se mostrou irritado com a postura do árbitro, que ignorou a denuncia em campo. "VAR pegar a minha 'agressão' é mole. Agora, eu quero ver pegar a imagem do racista me chamando de 'MONO HIJO DE P***' (macaco F**)... Isso, eu quero ver! E aí? Carretilha, você me pune. Cascudo, sou expulso. E eles? E aí?", postou no Twitter.

APOIO

Nas redes sociais, o atleta recebeu o apoio de fãs e amigos, como Daniel Alves, que já passou por episódio semelhante, Felipe Melo, Ludmilla, Fernanda Gentil e Alok. . 

"No esporte assim como na vida, estamos para inspirar pessoas, para transformar vidas e não há espaço para pessoas que proclamam ódio ou racismo. Que você não se deixe guiar pelo ódio meu irmão, que você seja a paz e a bondade que você carrega na sua alma. O amor é a única forma de combater o ódio, mesmo que que fira momentâneo nossa índole! Te Amo", escreveu o jogador do São Paulo, com a tag 'Não ao racismo'. 

"Fez bem, pena eu não jogar contra esse racista de mer**!!", disse Felipe Melo.