Patrocinadora mantém rescisão com o Santos mesmo após rompimento com Robinho

Jogador foi condenado em primeira instância por violência sexual na Itália

Da Redação Publicado terça 20 outubro, 2020

Jogador foi condenado em primeira instância por violência sexual na Itália
Robinho foi condenado em primeira instância por violência sexual - Divulgação

A empresa Orthopride, ex-patrocinadora do Santos, decidiu manter a recisão do contrato, mesmo após a suspensão do contrato de Robinho. Pelo menos doi o que disse o UOL, nesta terça-feira (20).

A companhia da área de ortodontia foi a primeira a se manifestar contra o recrutamento do atacante no Peixe, e decidiu rescindir o vínculo de patrocínio que iria até fevereiro de 2021.

Diante da condenação do jogador em primeira instância, na Itália, por violência sexual, a Orthopride argumentou a atitude como um sinal de "respeito às mulheres".

O caso foi entregue ao departamento jurídico do Santos, que trabalha agora no rompimento no vínculo. O time, no entanto, não receberá nenhuma multa pela saída antecipada da Orthopride.

CRÍTICAS

Walter Casagrande Jr. não deixou de comentar e criticar a contratação de Robinho pelo Santos. O comentarista esportivo deu sua opinião no 'Globo Esporte SP' e acabou repercutindo nas redes sociais.

"Eu estou assustado com a sociedade brasileira. Não é o apedrejamento do Robinho, é o apedrejamento da moral da sociedade brasileiro. Não podem se inverter os valores. O Robinho está condenado a nove anos de prisão por violência sexual na Itália. Recorreu, mas, neste momento, é condenado. Eu fico assustado com o que acontece no Brasil", iniciou.  

"No Brasil, se solta traficante, o vice-líder é preso com dinheiro na cueca. A Carol Solberg, por se manifestar politicamente, a CBV [Confederação Brasileira de Voleibol] faz censura e o Santos contrata um jogador que é condenado por estupro", destacou.

Último acesso: 05 Dec 2021 - 23:04:39 (1127932).