AnaMaria
Últimas Notícias / Big Brother Brasil

Paula Von Sperling é indiciada por intolerância religiosa

Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância confirmou que houve preconceito por parte da mineira

Da Redação Publicado em 19/04/2019, às 10h22 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Paula foi indiciada por intolerância religiosa - Reprodução/Instagram
Paula foi indiciada por intolerância religiosa - Reprodução/Instagram

Paula Von Sperling, campeã do BBB19 foi indiciada pelo crime de intolerância religiosa.

Após escutar os envolvidos na polêmica ocorrida no reality, a Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (DECRAI) chegou a conclusão de que houve preconceito por parte da mineira contra o participante Rodrigo França.

Em nota oficial, o DECRAI confirmou a decisão.

"A Polícia Civil se pauta pelo respeito à liberdade de expressão, mas destaca que, por meio desta, não se pode violar a dignidade da pessoa humana, repudiando qualquer ato ofensivo à religião, etnia, orientação sexual, procedência geográfica etc", finalizou o comunicado.

Além disso, o procedimento será entregue fisicamente à Justiça e lá ele será analisado pelo Ministério Público, podendo ser arquivado, denunciado ou tendo a possibilidade de demandar novas exigências. Caso denunciado, o processo de crime terá andamento.

RELEMBRE

Em uma conversa com Diego e Hariany, a bacharel em direito afirmou que tinha medo de Rodrigo por ele possuir contato com "esse negócio de Oxum". Além disso, ela declarou em seguida que "Nosso Deus é maior".

DEPOIMENTO

Paula depôs em uma delegacia na região da Lapa, no Rio de Janeiro (RJ) na última segunda-feira (15) durante cerca de duas horas. Ela também foi proibida por sua irmã, Mônica Von Sperling, de dar qualquer tipo de entrevista referente ao caso.