AnaMaria

''Pensei que tinha chegado a minha hora'', diz Galvão Bueno após sofrer infarto

Galvão Bueno diz que mulher insistiu que ele fosse ao hospital: ''Eu não queria ir''

Da Redação Publicado em 02/12/2019, às 12h54 - Atualizado às 12h57

O comentarista esportivo assustou os fãs, mas passa bem - Instagram/ @galvaobueno
O comentarista esportivo assustou os fãs, mas passa bem - Instagram/ @galvaobueno

Galvão Bueno sofreu um infarto, na última semana, em Lima, Peru. Em entrevista ao Fantástico, exibida no último domingo (1º), o comentarista esportivo contou que chegou a temer a morte. 

"Comecei a sentir uma pressão no peito, uma dor no peito, e eu dizia 'não, gente, isso é o esforço que eu estou fazendo. Já, já eu deito, durmo. Amanhã eu descanso, vou trabalhar sexta e fazer o jogo sábado. Aí começou a doer o braço", disse.

Galvão disse que não queria ir ao hospital, mas a sua esposa, Desirée Soares, insistiu para que ele fosse imediatamente ao médico. "Ela que me levou, eu não queria ir não", revelou. 

Além disso, afirmou ter ficado muito assustado a caminho do hospital. "Pensei: '"Será que é a minha hora?'", disse.

Para continuar, o narrador admitiu alguns deslizes na saúde e garantiu que o ocorrido foi uma lição para aproveitar mais a família. 

"Tenho muito orgulho do que fiz, sei que cometi alguns erros, alguns exageros... bebendo um pouco a mais, noites sem dormir. Eu sou muito chegado a minha família, minha mãe, minha mulher, meus filhos, meus sete netos, hoje eu disse: tenho que ter mais tempo com eles", avaliou. 

A partir de agora, Galvão afirmou que seguirá as recomendações médicas e diminuirá o ritmo. "Posso tomar meu vinho de maneira moderada, mas preciso baixar o nível do stress. Eu me agito durante uma transmissão e me sinto muito bem, é o momento em que me sinto mais bem, não sei como vai ser isso", finalizou. 

INFARTO
Galvão precisou cancelar sua participação na narração da final da Libertadores após passar mal e ser hospitalizado, no último dia 21.

O comentarista passou por um cateterismo para desobstrução de uma artéria coronariana na Clínica Anglo-Americana, localizada no bairro de Miraflores, no Peru. 

“Agradeço pelas milhares de mensagens que recebi de amigos e principalmente de desconhecidos do mundo inteiro. Que seja um grande dia para o Flamengo, para o nosso futebol brasileiro, para todos nós. Estou de olho aqui”, afirmou.