AnaMaria
Últimas Notícias / Petróleo

Petrobras anuncia aumento nos preços da gasolina, diesel e gás de cozinha

Reajustes chegam a quase 25% a mais nos preços dos combustíveis às distribuidoras

Da Redação Publicado em 10/03/2022, às 12h15

Medida se fez necessária diante dos altos valores do petróleo no exterior - Pixabay/IADE-Michoko
Medida se fez necessária diante dos altos valores do petróleo no exterior - Pixabay/IADE-Michoko

A Petrobras anunciou, nesta quinta-feira (10), o reajuste nos preços de gasolina, diesel e GLP vendidos às distribuidoras brasileiras. Após 2 meses de valores congelados nas refinarias, o aumento foi necessário devido à disparada nos preços do petróleo internacionalmente.

"Após serem observados preços em patamares consistentemente elevados, tornou-se necessário que a Petrobras promova ajustes nos seus preços de venda às distribuidoras para que o mercado brasileiro continue sendo suprido, sem riscos de desabastecimento”, explicou a estatal em comunicado enviado à imprensa.

A partir da próxima sexta-feira (11), o preço médio da gasolina às distribuidoras passará de R$ 3,25 para R$ 3,86 por litro - o que representa um aumento de nada menos que 18,8%. Já o diesel passará de R$ 3,61 para R$ 4,51 por litro - alta de 24,9%.

O combustível menos afetado pelas mudanças será o gás de cozinha, com um aumento de 16,1%.O quilo de GLP passará de R$ R$ 3,86 para R$ 4,48, o que totalizará um aumento de R$ 58,21 referente aos botijões de 13kgs. Os preços do produto não eram reajustados há 152 dias. 

Segundo a Petrobras, “esses valores refletem parte da elevação dos patamares internacionais de preços de petróleo, impactados pela oferta limitada frente à demanda mundial por energia. Mantemos nosso monitoramento contínuo do mercado nesse momento desafiador e de alta volatilidade", completou o comunicado.

A estatal também pontuou que decidiu não repassar de imediato a volatilidade decorrente da guerra da Rússia contra a Ucrânia, que já dura duas semanas.

Vale destacar que os valores finais dos combustíveis nas bombas dependem também dos impostos aplicados e das margens de lucro dos distribuidores e revendedores. Dessa forma, o preço cobrado pela gasolina nos postos, até o último sábado (5), ficou na média dos R$ 6,57 e o do diesel em R$ 5,6.