AnaMaria
Últimas Notícias / Críticas

Público detona contratação de William Waack pela CNN Brasil

Telespectadores rechaçam contratação de William Waack por novo canal de jornalismo

Da Redação Publicado em 05/06/2019, às 10h33 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h47

Contratação de William Waack é criticada por público - Reprodução/Instagram
Contratação de William Waack é criticada por público - Reprodução/Instagram

A CNN Brasil, que estreará no país em breve, anunciou na tarde de terça-feira (4) a volta de Evaristo Costa às telinhas, motivo de comemoração do público. No entanto, o mesmo não aconteceu ao anunciar que o jornalista William Waack também é o novo contratado da emissora

Nas redes sociais, os internautas criticaram a presença do ex-apresentador do 'Jornal Globo' no canal. "Diz muito a contratação do Waack. Para quem essa CNN quer falar?", questionou um. "CNN começou muito mal. Racistas não passarão", disse outra. "Waack? Vocês estão de sacanagem", comentou outro. 

CRÍTICA

Uma crítica que não passou despercebida foi a do ator Rafael Zulu, que se mostrou indignado com a notícia em seu Instagram Story. "Eu vou refrescar a memória de vocês, o Wlliam Waack é um racista! Que fique muito claro que ele é racista! Ele é um cara que não gosta de pessoas de pele preta, ele agiu de maneira racista."

"Antes que pareça que eu esteja fazendo mi mi mi, que eu seja o chorão e tudo mais, quero só dizer para vocês de maneira sarcástica e obviamente debochada que deu a lógica: um branco racista que não gosta de quem tem a pele preta faz o que faz, age de maneira racista e volta com a cara mais lavada do mundo", prosseguiu o ator. 

Ele ainda falou sobre a atitude da emissora. "O que mais me impressiona é quem admite ele. CNN, você não merece mais o meu respeito! Sempre fui ouvinte, acabou, você não me tem mais! Vocês admitem pessoas racistas!"

"William Waack, parabéns pelo novo emprego talvez você mereça e eu devo estar falando besteira, grande abraço. CNN, quero mais agora que você se exploda", finalizou Rafael. 

ENTENDA

William Waack foi desligado do quadro de funcionários da Rede Globo em 2017, quando foi divulgado um vídeo seu em que fazia comentários de cunho racista. 

O apresentador estava em Washington (EUA), se preparando para entrar no ar ao vivo, quando um motorista passou na rua buzinando. 

"Esta buzinando por que, seu merda do cacete?", disse Waack na ocasião. Logo após, ele se virou para o comentarista Paulo Sotero e falou: "Deve ser um, com certeza, não vou nem falar de quem, eu sei quem é. Sabe o que é?"

O apresentador se aproximou de Sotero para um cochicho inaudível. Mais tarde foi constatado por peritos que o jornalista disse: "Preto... Preto, né?"

William Waack ficou um mês afastado da bancada do 'Jornal Globo' e um mês depois foi demitido.