AnaMaria

Quais os riscos de crianças usarem óculos de sol como a filha da Sabrina Sato?

A pequena foi flagrada com os pais no aeroporto usando o acessório, mas será que há contraindicação?

Por Marcela Del Nero Publicado em 08/03/2019, às 16h44 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Duda Nagle, Zoe e Sabrina Sato desembarcando no aeroporto - Manuela Scarpa/Brazil News
Duda Nagle, Zoe e Sabrina Sato desembarcando no aeroporto - Manuela Scarpa/Brazil News

Sempre estilosa, Sabrina Sato não poupa esforços para manter sua filha, Zoe, de três meses, no mesmo nível. Antes mesmo do nascimento da pequena, a apresentadora já havia comprado diversas peças de grifes.

Recentemente, a primogênita da japa, fruto do relacionamento com Duda Nagle, foi flagrada com os pais usando óculos de sol no aeroporto, gerando críticas e levantando questionamento sobre os riscos de crianças usarem o acessório nas redes sociais.

Em conversa com Lisia Aoki, oftalmologista do Hospital das Clínicas de São Paulo, AnaMaria tirou as principais dúvidas sobre o assunto que vale tanto para os filhos quanto para os pais.

Segundo a especialista, os perigos e benefícios do uso de óculos escuros em crianças são os mesmos de adultos. 

“O principal benefício seria a proteção para radiação ultravioleta. A radiação ultravioleta tem efeitos cumulativos e pode causar catarata, pterígio (crescimento de tecido na córnea) e câncer de pele”, informa.

A maior ameaça é quando se usa lentes escuras sem a proteção ultravioleta adequada, potencializando as chances de lesões. Lisia explica que, nestes casos, a pupila dilata para possibilitar a entrada da quantidade de luz e, consequentemente, maior radiação. 

“No caso das crianças, a principal preocupação deve ser a escolha da armação e o tamanho correto das lentes”, explica. Para que tenha menor probabilidade de quebra, o cuidado com o material deve ser redobrado.

Se o pequeno já usa óculos de grau, uma alternativa é investir em lentes fotocromáticas, que mudam de cor conforme a luminosidade. A oftalmologista ressalta também a importância de confirmar se há proteção ultravioleta.

Lembre-se sempre de consultar um médico de sua confiança.