AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Relembre história de professora que morreu salvando alunos em incêndio

Haley de Abreu salvou 28 crianças e 3 adultos durante incêndio provocado por ex-vigia

Da Redação Publicado em 05/10/2021, às 16h33 - Atualizado às 16h33

Haley de Abreu Silva Batista morreu ao salvar 28 crianças e 3 adultos - Divulgação
Haley de Abreu Silva Batista morreu ao salvar 28 crianças e 3 adultos - Divulgação

O incêndio que matou a professora Haley de Abreu Silva Batista, completa quatro anos nesta terça-feira (5). Na ocasião, em 5 de outubro de 2017, o ex-vigia noturno da creche Gente Inocente em Janaúba, Minas Gerais, Damião Soares dos Santos, invadiu o local para incendiá-lo, mas o estrago foi contido pela pedagoga, que lutou com ele. O ato heróico, que tirou a vida da professora, salvou 28 crianças e 3 adultos.

Na manhã do dia em que o crime aconteceu, Santos entrou na escolinha com um recipiente cheio de combustível e começou a botar fogo nas salas de aula, em crianças e nele mesmo. 

Em determinado momento, a pedagoga até partiu para uma luta corporal com o criminoso, para tentar evitar com que ele continuasse com o ataque. Após todo seu esforço, ela teve 90% do corpo queimado, foi levada ao hospital, mas não resistiu.

Além dela, outras duas funcionárias da creche, Jéssica Morgana e Geni Oliveira,  - que chegaram a ajudá-la a proteger as crianças - morreram no hospital. Damião também não resistiu, assim como dez crianças que estavam no local.

Sala de aula após incêndio causado por Damião Soares dos SantosSala de aula após incêndio causado por Damião Soares dos Santos - Divulgação/ Polícia Militar.

{# Taboola Newsroom #}