Renata Alves fala sobre preconceito: ''Nas redes sociais, é mais aparente''

A apresentadora ainda fez declarações sobre família, força de vontade e alegria de viver.

Karla Precioso Publicado sábado 19 setembro, 2020

A apresentadora ainda fez declarações sobre família, força de vontade e alegria de viver.
A jornalista está no ar em 'Hoje em Dia' - Instagram/@renataalves_oficial

Carismática e dona de um sorriso contagiante, Renata Alves, 40 anos, ficou nacionalmente conhecida pela maneira despojada que aparecia em suas reportagens no Domingo Espetacular, da RecordTV. 

A jornalista do famoso quadro Achamos no Brasil falava a linguagem do povo de forma bemhumorada. Destacou-se pelo imenso carisma, até ser convidada para apresentar o programa Hoje em Dia, também da RecordTV, ao lado de Cesar Filho, Ticiane Pinheiro e Ana Hickmann. 

E foi assim, quebrando mais um paradigma na televisão brasileira, já que apresentadores não podem ter sotaques, e com seu jeito irreverente, divertido, simples e linguajar arretado, que ela ganhou a empatia do público. 

Renatinha, como é carinhosamente chamada, conf essa ter sentido um friozinho na barriga quando recebeu o convite para apresentar a atração em São Paulo, mas confiou no feedback que recebia do público após a exibição das reportagens feitas diretamente do Nordeste: “O povo sempre enalteceu meu jeito de ser, de pessoa comum e orgulhosa de suas raízes”. 

A seguir, a apresentadora fala sobre preconceito, família, força de vontade e, especialmente, alegria de viver. Bora lá se inspirar? 

CARREIRA 
Renata nasceu em Recife, PE, mas logo nas primeiras semanas sua família mudou para Aracaju, SE, onde se estabeleceu. Começou sua carreira oficialmente em 2001, como repórter do SETV 1ª edição, na TV Sergipe. No ano seguinte, ganhou destaque como repórter do Jornal do Estado, na TV Atalaia, afiliada à RecordTV em Aracaju. 

Já em 2005, ganhou o Prêmio BNB de Jornalismo na categoria nacional com a reportagem Terra: Investimentos e Sonhos. Pelo destaque na afiliada, ela foi convidada para integrar o time de repórteres do Domingo Espetacular, viajando pelo País com o quadro Achamos no Brasil, no qual mostrava lugares e pessoas que desenvolviam atividades curiosas. 

Foi nesse momento que a jornalista se destacou nacionalmente. Graças à sua desenvoltura, simplicidade e talento, em dezembro de 2014, foi anunciada como uma das apresentadoras da reformulação do Hoje em Dia. Em 2015, paralelamente, se tornou repórter do programa Gugu (quando mudou para São Paulo). E, desde 2018, comanda ainda o Ressoar na Record News. Uma trilha de muito trabalho e superação.

REPÓRTER SIMPATIA 
“Cursava Publicidade e Propaganda quando precisei fazer um trabalho sobre televisão. Visitei a TV Atalaia e fiquei fascinada. Resultado: prestei vestibular novamente para cursar Rádio e TV. Foi a melhor escolha que fiz!”, recorda. 

Com toda sua bagagem profissional, Renatinha nunca perdeu sua essência simples, de mulher comum e nordestina nata: “O meu Nordeste é de cores, alegria, povo hospitaleiro, belezas naturais incríveis”. 

Seu sotaque e bordão ‘bora lá’ a ajudaram a criar identificação com o público, chegando a ser apelidada pelos fãs como Repórter Simpatia. “Sempre acompanhei de perto o que as pessoas comentavam a meu respeito, sobre meu jeito de ser. Rolava tanta empatia que, no momento de mudar radicalmente minha vida para apresentar o Hoje em Dia, senti só um frio na barriga. Claro que tinha a expectativa de fazer algo diferente, mas o meu povo me deu segurança. E aí se vão quase 15 anos numa trajetória de ascensão”, fala orgulhosa. 

REPRESENTATIVIDADE 
“Logo que passei a integrar o time da revista eletrônica da RecordTV, percebi que o público gostava da minha naturalidade, da conversa fácil com os personagens, as risadas... Foram nove anos no Domingo Espetacular, sempre cravando as maiores audiências do programa”, comemora. 

“E devo muito ao meu jeito de ser, à maneira como me comunico. Ninguém da emissora jamais pediu para eu agir de maneira que não fosse natural. Todos têm a certeza de que os telespectadores gostam de ver a alegria, o colorido, a diversidade que existe em nosso Brasil”, revela. 

Ainda assim, ela sabe que a televisão, de modo geral, tem muito a evoluir quando o assunto é representatividade: “A minha vinda para cá fez com que uma parte do Brasil fosse inserida nacionalmente. Não foi assim tão fácil. Claro que, de certa forma, há preconceito por aí ainda. É por isso que digo sempre: a RecordTV respeita a minha individualidade e o meu regionalismo. Tenho orgulho em trabalhar numa emissora que sempre respeitou minhas raízes”. 

Renata continua: “Nas redes sociais, o preconceito é mais aparente. Tenho cerca de 1,5 milhão de seguidores e, se aparecerem dezenas de preconceituosos para falar besteiras contra meu Nordeste, outros milhares de pessoas estarão lá para me apoiar e demonstrar o amor por nossa cultura. Quando leio mensagens de seguidores que dizem ‘você me representa’, ‘você é orgulho para o povo nordestino’, então, qualquer forma de preconceito não me atinge. Juntos, somos mais fortes, aumentamos a representatividade”, defende.

SÃO PAULO VERSUS ARACAJU 
Ao trocar o Nordeste pela terra da garoa, a famosa disse estar adaptada com a família: “Sempre vou para Aracaju, lá estão minhas raízes, amigos, parentes. Eu volto com a energia recarregada. Mas São Paulo já faz parte do meu dia a dia. Viver em Sergipe é mais tranquilo, as distâncias são menores para percorrer... Por outro lado, aqui, temos mais estrutura. No entanto, se não tivesse o apoio da minha família, a mudança teria sido bem difícil. Encaramos tudo como uma grande oportunidade”. 

Quando indagada sobre o jeito inquieto dos paulistanos, ela reforça: “Me adaptei a isso também, mas na cidade grande é comum se deparar com pessoas que só pensam e vivem para o trabalho. Desse grupo, tô fora. O trabalho é importante, porém os momentos em família são bem mais”.

AUSÊNCIA DE CASA 
Mesmo com a rotina puxada das gravações diárias, Renata não deixa o cansaço dominar. Ela quer aproveitar sempre ao máximo o tempo livre para brincar com o filho, Dieguinho, de 8 anos. 

A apresentadora relembra o período que ficou longe do garoto e do marido, o empresário Diego Gonzaga, assim que recebeu o convite para apresentar a atração matinal da RecordTV: “Eu vim para São Paulo sem a família, sem a minha base, que ficou em Aracaju. Certamente, foi um dos períodos de maior provação da minha vida. Todos os finais de semana acontecia a mesma coisa: corria para o aeroporto. Precisava me encontrar com eles. Meu Deus, como era difícil ficar distante dos dois homens da minha vida! Isso durou praticamente um ano inteiro. Meu marido é meu porto seguro. Somos parceiros e, diariamente, exercitamos o amor, o carinho e a compreensão. Então, naturalmente, ele me apoiou, porque sabia da importância que essa chance tinha para mim. Diego ficou lá em Aracaju resolvendo coisas da sua produtora de vídeo e eu aqui. Não dava para nenhum dos dois lados largar o trabalho. Sabíamos que esse período seria para fortalecer a nossa família”, justifica. 

Devido à ausência, a jornalista perdeu momentos importantes da vida do filho. “Dieguinho aprendeu a andar de bicicleta e eu não estava lá para acompanhar. Meu coração ficou partido, mas sabia que meu sacrifício era por um objetivo válido. Hoje, eu tento recompensar toda essa ausência com muita energia para brincar com ele.” 

Renata Alves como mãe? “Sou amorosa, dedicada e amiga do meu filho. Sou aquela que leva e busca na escola, leva ao futebol... Temos uma relação de muita cumplicidade. Me estresso também, porém converso bastante. Tenho muito orgulho do ser humano que Dieguinho é!”, fala orgulhosa.

VAIDADE 
A apresentadora revela os segredos para estar sempre bem: “Como moro próximo à emissora, vez ou outra, vou de bike para o trabalho. Também pratico atividade física. Os exercícios fazem bem para o meu corpo e minha mente. Fico calma e relaxada. Ainda evito alimentos gordurosos durante a semana. Mas confesso que amo comer. Estou tentando diminuir! Sou vaidosa, mas sem exagero. Até porque um programa diário exige cuidados com cabelo, maquiagem, figurino e pele. E toda mulher gosta de se cuidar. Cada uma a seu modo”.

E ela faz questão de dizer: “Dei uma repaginada no visual, porém a essência está dentro de mim: simplicidade, alegria, respeito ao próximo e educação”. 

DIA A DIA 
Renata Alves é mesmo gente como a gente: “Minha rotina é normal, com a correria de toda dona de casa. Acordo às 7h, vou para a RecordTV, faço almoço, feira, acompanho as atividades escolares do meu filho... Em casa, cada um sabe sua função na manutenção e ordem das coisas”.
 

Último acesso: 17 Sep 2021 - 11:58:15 (1124334).