AnaMaria
Últimas Notícias / Réveillon

Rio de Janeiro: prefeitura decide fechar toda a orla para evitar aglomerações no Ano-Novo

Medidas planejadas para Copacabana serão estendidas por toda a Zona Sul e até o Recreio, sendo que apenas os moradores poderão ir na areia

Da Redação Publicado em 28/12/2020, às 16h18 - Atualizado às 16h18

A festa de Ano Novo será diferente no Rio este ano - Instagram/ Alexandre Macieira | Riotur
A festa de Ano Novo será diferente no Rio este ano - Instagram/ Alexandre Macieira | Riotur

A Prefeitura do Rio tomou a decisão de estender para toda a orla da cidade os bloqueios na noite do réveillon, entre quinta-feira (31) e sexta-feira (1º). As medidas agora valerão para as praias da Zona Sul e até o Recreio.

De acordo com o G1, a tradicional festa da virada em Copacabana já havia sido cancelada na semana passada, quando o prefeito em exercício do Rio, vereador Jorge Felippe (DEM), determinou o fechamento dos acessos, proibindo a queima de fogos e equipamentos de som na orla.

Agora, será proibido na noite da virada:

  • Acesso à praia para quem não mora no bairro;
  • Estacionamento na orla e ruas do entorno;
  • Festas e equipamento de som;
  • Queima de fogos;
  • Barraqueiros em pontos fixos;
  • Circulação de ônibus, micro-ônibus e vans de fretamento.

Tais medidas foram tomadas após o aumento do número de casos e mortes por Covid-19 nas últimas semanas, após serem registradas quase 25 mil mortes pela doença no estado, mais da metade na capital.

De acordo com o Blog do Edimilson Ávila, a fim de evitar aglomerações na virada, serão montadas barricadas em pontos-chave ao longo das praias, como o Cebolão da Barra da Tijuca.

SEM TRANSPORTE
Na última quarta-feira (23), foram adiantadas algumas das medidas restritivas, que incluem, além do bloqueio de Copacabana, a proibição de estacionamento de veículo na orla e ruas do entorno, o bloqueio do transporte público para acesso a Copacabana e a proibição de festas privadas tanto no calçadão quanto na areia.