AnaMaria
Últimas Notícias / MATERNIDADE

Rízia Cerqueira sobre dificuldade da amamentação: ''A dor é insuportável''

Ex-BBB deu à luz Yaweh, seu primeiro filho, há 10 dias

Da Redação Publicado em 15/06/2020, às 08h15 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Rízia Cerqueira participou da 19ª edição do 'BBB' - Instagram/@riziacerqueira
Rízia Cerqueira participou da 19ª edição do 'BBB' - Instagram/@riziacerqueira

Rízia Cerqueira, uma das novas mamães, tem dividido com os seguidores a experiência da maternidade. Não foi diferente no último domingo (14), quando ela compartilhou com os internautas as dificuldades da amamentação de Yaweh.

De acordo com a ex-BBB, o cansaço motivado pela falta de sono e a mudança da rotina em razão da adaptação do bebê contribuíram para que ela desenvolvesse machucados nos seios.

"No começo ele estava pegando certinho. Mas quando veio o rolê de amamentar, eu com sono, de madrugada... Ele acostumou a começar a pegar do bico para a aréola, começou a mudar o jeito de pegar. Eu comecei a mudar o jeito de segurar o peito, também, várias coisas. Isso tudo morrendo de sono. Acabou que machucou o bico da 'teta'. Ficou em carne viva, está doendo. E eu tentando suportar, porque a dor é insuportável", começou ela.

Em seguida, Rízia revelou que a amamentação a surpreendeu, já que é um processo que procurou não levar em consideração durante o período de gestação. "Na verdade, durante a gestação eu não me imaginava amamentando, apesar de saber que é algo muito importante. Não entrava na minha cabeça. Eu li algumas coisas, assisti vídeo, fazia as coisas que diziam para fazer, mas não entrava em minha cabeça", contou.

A influenciadora digital confessou também que tem tido muitas dores e que por isso buscou ajuda profissional. "Só sei que toda vez que ele queria mamar, eu queria chorar junto. Era ele chorando querendo mamar de um lado, e eu chorando do outro. Porque na prática, o bicho pega", disse.

Rízia deu à luz Yaweh, seu primeiro filho, há 10 dias. O bebê é fruto do relacionamento com o empresário Nathanael Avelino.