AnaMaria

Rodrigo e Felipe Simas lamentam morte da avó e falam sobre momento de despedida

Os atores publicaram fotos e revelaram um ocorrido

Da Redação Publicado em 06/09/2020, às 08h32 - Atualizado às 08h32

Rodrigo e Felipe Simas lamentam morte da avó - Instagram/ @felipessimas // @simasrodrigo
Rodrigo e Felipe Simas lamentam morte da avó - Instagram/ @felipessimas // @simasrodrigo

Os irmãos Simas, Rodrigo e Felipe, foram às redes sociais no último sábado (5) para fazer um desabafo sobre a morte da avó, Ivone. Só que um fato que chamou a atenção foi uma coincidência nos relatos de ambos.

O namorado de Agatha Moreira publicou uma foto em sua conta oficial do Instagram e abriu o coração na legenda. “Ainda não chorei. Que horas vou chorar? Será que vou? Eu acho que tudo bem. Será que estou entendendo a morte diferente? Não sei”, iniciou.

MESMA EXPERIÊNCIA

Depois entrou no assunto em que houve a similaridade entre as histórias. “Há 1 ano, mais ou menos, tive um momento de conexão com a minha vó. Eu, Fi e ela, nós 3, sentados na mesa de jantar, a casa cheia, e de repente, só estávamos nós ali. Não consigo e nem posso explicar em palavras. A vida tem dessas coisas, esses momentos, essas sensibilidades. Foi uma despedida? Para mim e pro meu irmão foi. Nada foi dito, nem planejado. Só estávamos ali, presentes e vivos”, narrou.

Logo em seguida, o ator mandou um recado à parente: “Que você esteja em paz, minha avó amada! Saudades? Óbvio que vamos sentir, mas a física. Você faz parte de nós. Te amo”.

MEMÓRIAS

Felipe também realizou um momento de reflexão na mesma rede social ao dividir uma foto da veterana em preto e branco. “Nem toda despedida é na hora da partida. Começo por nosso último encontro. Minha avó tinha envelhecido ao ponto de depender dos filhos, como os recém-nascidos dependem dos pais. Meu pai disse que já não mais comia, estava à base de água e sol da janela”, começou, dando mais detalhes sobre a situação.

Após isso, o artista continuou. “De verdade, nesse nosso último encontro, disse que a amava e mesmo ela tendo respondido, já aceitava, com o coração em paz, a falta que ela faria no futuro próximo da nossa família”, confessou.

Seguidamente, o companheiro de Mariana Uhlmann relembrou como era quando ainda criança. “A imagem que guardo, desde minha infância, é de uma vó de casa cheia, que tinha adoração pela Santa Ceia, enquanto as nossas eram cheias de confusão. Por fora, ela ficava nervosa com o caos causado pelo encontro dos primos, irmãos, noras, genros, agregados, etc. Mas por dentro, acredito que regozijava por ser a matriarca da família”, opinou.

OLHOS BRILHANTES FEITO ESTRELAS

Ao finalizar, o pai de Joaquim, Maria e Vicente rememorou o mesmo instante que o amado. “Foi em um desses encontros que nos despedimos. Ela, eu e meu irmão. Em meio aos gritos, gargalhadas e muitas conversas paralelas, ela sai de sua cabeceira, atravessa a sala de jantar, interrompendo um papo nosso que só tinha surgido para que pudéssemos ser interrompidos por ela. Ela nunca tinha nos olhado daquela maneira, com olhos eternos e brilhantes feito estrelas. Segurou nossas mãos e disse que nos amava, muito. Essa é a avó que guardo na memória. Essa despedida, que não foi no momento da partida, foi tão doce quanto o bolo de doce de leite e suspiro que ela fazia. O nosso consolo é saber que ela está nos braços do Pai”, afirmou.

Confira:

Fotos: Instagram/ @simasrodrigo