AnaMaria

''Se Bolsonaro acabar com a Ancine, será o dilúvio'', diz cineasta bolsonarista

Diretor de documentário sobre eleição comenta afirmações de Bolsonaro relacionadas à Ancine

Da Redação Publicado em 26/07/2019, às 15h11 - Atualizado em 18/08/2019, às 10h56

Cineasta fala sobre decisões de Bolsonaro - Reprodução/Instagram
Cineasta fala sobre decisões de Bolsonaro - Reprodução/Instagram

O cineasta pernambucano Josias Teófilo comentou para o jornal O Globo sobre as recentes decisões de Jair Bolsonaro sobre uma possível extinção da Ancine (Agência Nacional do Cinema)

O diretor é o responsável pelo documentário "Nem tudo se desfaz", sobre os eventos que levaram à eleição de Bolsonaro e que foi contemplado pela Lei do Audiovisual - mecanismo pelo qual pessoas ou empresas investem num filme via renúncia fiscal.

Na última quinta-feira (25), o presidente afirmou que sugeriu suspender a captação para o longa por ser contra “o uso de dinheiro público para esses fins”. E voltou a defender a extinção da Ancine.

Bolsonarista, o Teófilo se diz à favor da Lei e rebateu as afirmações do político. 

"Se Bolsonaro acabar com a Ancine, será o dilúvio. Vai acabar com o cinema brasileiro, inclusive com os filmes evangélicos de que ele tanto gosta. Não vai poder ter filme nenhum", disse.