Tati Minerato tem problemas após lipoaspiração; saiba as possíveis causas do quadro raro

A modelo segue hospitalizada para tratar a infecção desde o dia 5 de junho

Beatriz Cresciulo Publicado segunda 15 junho, 2020

A modelo segue hospitalizada para tratar a infecção desde o dia 5 de junho
Tati Minerato tem problemas após lipoaspiração; saiba as possíveis causas do quadro raro - Reprodução/Instagram

Tati Minerato tem causado comoção em suas redes sociais. Tudo porque a modelo teve problemas após fazer uma lipoaspiração no início deste mês. Quando a história vazou, nesta segunda-feira (15), fãs começaram a mostrar todo o seu apoio para a loira e seus familiares por meio da web.
A intenção da cirurgia era retirar gordura localizada da cintura, mas a beldade acabou tendo uma complicação durante o procedimento, sendo diagnosticada com uma infecção.

Apesar de se encontrar internada no Hospital Ipiranga, em São Paulo (SP) desde o dia 5 de junho, a mãe de Tati, Regina Minerato, assegurou em entrevista ao UOL que ela ''está melhorando''. 

Afinal, a lipoaspiração é um procedimento perigoso? O cirurgião plástico Wendell Uguetto, que atua no Hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP) garante que infecções causadas por cirurgias do tipo são complicações raras.

HIPÓTESES
De acordo com o especialista, podem acontecer problemas causados por outras questões, como o uso de instrumentos não esterilizados corretamente durante o procedimento, que pode levar bactérias para a corrente sanguínea. 

Além disso, ressalta que a adição da gordura retirada da cintura em alguma outra parte do corpo, como os glúteos, mamas ou pernas, também cria um cenário potencial para o desenvolvimento de bactérias. 

''O enxerto da gordura, dependendo de como é feito, também é meio de cultura para bactéria e isso pode levar a infecção'', explica.
Apesar de também serem raras, Uguetto avalia que entre as complicações sistêmicas, isto é, que podem causar danos à saúde, mais decorrentes da lipoaspiração estão a trombose e a necrose de pele. 

O QUE SÃO AS TROMBOSES?
As tromboses são naturalmente decorrentes do bloqueio do fluxo sanguíneo nas veias. Isso pode acontecer pela formação de um coágulo, por exemplo. Na lipoaspiração, a trombose pode levar a uma embolia pulmonar, bloqueio de artérias pulmonares, ou a uma embolia gordurosa, onde um trauma na região acaba liberando glóbulos de gordura nos vasos sanguíneos. 

''Toda vez que tem uma enxertia de gordura em algum lugar do corpo, tem um risco maior de embolia gordurosa'', assegura. 

NECROSE DE PELE
Já a necrose de pele, por sua vez, é decorrência de uma lipoaspiração realizada de maneira muito superficial. Isto acaba machucando a cútis local e ocasiona a morte do tecido. 

CONSEQUÊNCIAS NÃO SISTÊMICAS 
A lipoaspiração também apresenta outras consequências como a roxidão e inchaço da região operada, mas diferentemente das hipóteses anteriores, estas não representam riscos reais à saúde. 

O especialista retrata que uma das principais queixas dos pacientes operados é a irregularidade de pele no local lipoaspirado. Ou seja, depois da operação é possível que permaneçam alguns sinais, como por exemplo, pele flácida. 
 

Último acesso: 23 Oct 2021 - 23:04:08 (1113659).