ultimas-noticias   / Gugu Liberato

Um ano sem Gugu: veja artistas que ganharam fama com a ajuda do apresentador

De Eliana à Rodrigo Faro, apresentador ainda popularizou o gênero sertanejo no Brasil

Ives Ferro, com supervisão de Vivian Ortiz Publicado sábado 21 novembro, 2020

De Eliana à Rodrigo Faro, apresentador ainda popularizou o gênero sertanejo no Brasil
Gugu e Mara Maravilha no 'Viva a Noite' - Reprodução/SBT

Gugu Liberato tinha 60 anos quando morreu em sua casa, na Flórida (EUA), após sofrer uma queda e bater a cabeça. Exatamente um ano após a tragédia, é possível perceber a importância do legado que o apresentador deixou. Sua história começou em 1981, no ‘Sessão Premiada’, do SBT, mas o reconhecimento veio com o ‘Viva a Noite’, no ano seguinte.

O programa de auditório logo se popularizou entre os brasileiros, sendo o grande responsável por lançar as modas musicais do momento, como as boy bands Dominó e Polegar, inspiradas no Grupo Menudo. Além disso, mostrou o talento de artistas como Rodrigo Faro, Eliana, Mara Maravilha e até a dupla Zezé Di Camargo e Luciano.

Relembre os famosos que tiveram a carreira impulsionada por Gugu:

GRUPO DOMINÓ


Formada nos anos 1980, a boy band passou por reformulações ao longo do tempo. A formação original contava com Afonso Nigro, Nill, Marcos Quintela e Marcelo Rodrigues. Entre os maiores sucessos estão "Companheiro", "Ela Não Gosta de Mim", ""P" da Vida", "Manequim" e "Com Todos Menos Comigo".

Entre 1992 e 1994, o atual dono da marca Grupo Dominó, Italo Coutinho, fez parte da banda ao lado de Rodrigo Faro. Na terceira formação, nomes como Rodrigo Phavanello, Rodriguinho, Cristiano Garcia e Héber Albêncio foram destaque. Anos depois, o single “Sem Compromisso” estourou com a participação especial de Mara Maravilha, namorada de Marcelo Rodrigues na época.

BANANA SPLIT


A banda composta por mulheres em 1989 foi formada Adriana Colin, Rosane Muniz, Mel Nunez e Andreia Reis. No ano seguinte, assinaram contrato para lançar seu primeiro disco com a gravadora de Gugu, que colocou Eliana, do grupo A Patotinha, para substituir Andreia, de saída por conta do casamento.

Depois, as integrantes seguiram caminhos distintos na carreira e venderam a marca ‘Banana Split’ para a empresa de Liberato. Assim, a banda trocava de integrantes constantemente e também arriscou em outros gêneros musicais para alavancar o sucesso.

MUSAS DA BANHEIRA


A ‘Banheira do Gugu’, quadro que mobilizou os telespectadores do ‘Domingo Legal’ (2000), no SBT, trouxe muita diversão e polêmica para a TV brasileira. Na atração, famosos eram convidados para entrar em uma banheira com uma das musas. O objetivo delas era impedir que os sabonetes fossem capturados.

Em meio aos amassos, com todo mundo usando roupa de banho, estavam Luiza Ambiel, Solange Gomes, Cristina Mortágua, Fabiana Andrade, Mari Alexandre, Nana Gouvêa, Núbia Oliiver e Renata Banhara. Além delas, cantores como Daniel, Tiririca, Vavá, Dinho (Mamonas Assassinas) e Waguinho participaram da brincadeira.

GRUPO POLEGAR


Outra boy band formada no ‘Viva a Noite’, que fez grande sucesso com o público no início dos anos 1990. Alan Frank, Alex Gill, Ricardo Costa, Rafael Ilha e Marcelo Souza encabeçaram o projeto. O grupo fez turnê nacional com as canções “Dá Pra Mim” e “Ando Falando Sozinho”.  Os principais sucessos de toda carreira do Polegar eram versões em português de músicas do grupo pop adolescente Timbiriche, do México.
 
No ano de 1993, o quinteto não tinha mais dois integrantes da primeira formação: Alex e Rafael. Com o anonimato dos novos componentes, Denis e André, o grupo não obteve o mesmo sucesso de antes e encerrou suas atividades em 1997. Até hoje, Alex continua no ramo da música como professor e produtor. Após problemas com drogas, Rafael foi o vencedor de ‘A Fazenda 11’, em 2019.

MARA MARAVILHA


Na época em que o ‘Viva a Noite’ trouxe o Menudo para o Brasil, Mara Maravilha era repórter do programa das tardes de sábado. A baiana já tinha apresentado outros programa na TV, mas foi no de Gugu Liberato que ganhou notoriedade. Depois da atração, foi convidada por Silvio Santos para comandar o ‘Show Maravilha’, em 1987, onde tornou-se uma das famosas apresentadoras infantis da época.

ZEZÉ DI CAMARGO E LUCIANO


Gugu foi um dos responsáveis por popularizar o estilo sertanejo no Brasil. Foi o ‘Viva a Noite’, inclusive, que ajudou a popularizar a dupla Zezé Di Camargo e Luciano, que na época estourava nas paradas de sucesso com a canção “É o Amor”. Desde então, a dupla sempre vinha mostrar seus grandes sucessos em primeira mão no programa do apresentador.

Outros artistas do segmento reconheceram a importância do espaço cedido por Gugu para a popularização de suas obras, como Roberta Miranda, Chitãozinho e Xororó, e Leandro e Leonardo. Tanto que o comunicador ficou marcado informalmente como o “Pai do Sertanejo Pop”.

(Fotos:Reprodução/SBT/Divulgação)

Último acesso: 16 Sep 2021 - 13:19:12 (1131228).