AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Veja como são os nomes de 7 novelas da Globo fora do Brasil

Veja 7 nomes que as novelas ganharam fora do Brasil

Ives Ferro Publicado em 06/09/2019, às 06h00

Raj (Rodrigo Lombardi) e Maya (Juliana Paes). - TV Globo / Renato Rocha Miranda
Raj (Rodrigo Lombardi) e Maya (Juliana Paes). - TV Globo / Renato Rocha Miranda

Visando expandir os negócios e popularizar suas produções, a TV Globo costuma vender os direitos de exibição de suas produções para emissoras fora do Brasil. 

Assim, novelas que fizeram grande sucesso no país, como ‘Caminho das Índias’, ‘Amor à Vida’ e a divertida ‘Cheias de Charme’, acabam ganhando curiosas dublagens em espanhol, inglês, russo, grego, polonês e francês.

Só que para chamar a atenção dos gringos, a emissora carioca precisa adaptar os títulos de suas novelas e séries para esses idiomas.

Entretanto, neste processo, algumas versões fogem completamente dos nomes originais, deixando de fazer sentido em português.

AnaMaria Digital selecionou sete novelas que não seriam reconhecidas pelos brasileiros no exterior. Confira!

1 - BABILÔNIA (2015)


Foto: Reprodução/ Globo

A trama teve um alto índice de rejeição logo no primeiro capítulo, apesar do elenco de peso, que incluía Glória Pires, Adriana Esteves, Camila Pitanga e Nathalia Timberg.

Na história, Beatriz (Gloria Pires) tem sede de poder e usa a sensualidade para conseguir o que quer. Inês (Adriana Esteves) é frustrada e obcecada por Beatriz, sua amiga de infância. Já Regina (Camila Pitanga) é simples, mas quer vencer na vida. Um crime entrelaça a vida das três.

Por tudo isso, a emissora acertou em cheio no título internacional, que tem mais a ver com a trama: ‘Ambitious Women’ (Mulheres Ambiciosas).

2 - EM FAMÍLIA (2014)


Foto: Reprodução/ Globo

A última novela escrita por Manoel Carlos deveria fechar a carreira do dramaturgo com chave de ouro, mas foi um grande fracasso de audiência da TV Globo. A história girava em torno dos primos Laerte e Helena. 

No exterior, a protagonista da história, interpretada na fase principal por Julia Lemmertz, acabou sendo homenageada. Tanto que a trama foi vendida como: ‘Helena’s Shadow’ (Sombra de Helena).

3 - AMOR À VIDA (2013)


Foto: Reprodução/ Globo

O dramalhão de Walcyr Carrasco, autor de ‘A Dona do Pedaço’, teve de tudo: parto no banheiro do bar, bebê sendo roubado da mãe e abandonado em caçamba de lixo, gay enrustido e até núcleo de comédia pastelão.

Sucesso aqui no Brasil, especialmente por ter exibido o primeiro beijo homoafetivo em uma novela da Globo, a trama ganhou o título de ‘Trail of Lies’ ('Trilha de Mentiras'), em inglês, e ‘Rastros de Mentiras’, em espanhol.

4 - CHEIAS DE CHARME (2012)


Foto: Reprodução/ Globo

Sucesso do horário das 19h, a trama alcançou grandes índices de audiência, tornando-se um verdadeiro fenômeno aqui no Brasil. Contava a trajetória de três mulheres, empregadas domésticas, que iam atrás de seus sonhos.

A novela das empreguetes tornou-se ‘Sparkling Girls’ (Garotas Brilhantes) para os norte-americanos, e ‘Encantadoras’ para os hispânicos.

5 - CAMINHO DAS ÍNDIAS (2009)


Foto: Reprodução/ Globo

Escrita por Glória Perez, a história do triângulo amoroso entre Maya (Juliana Paes), Raj (Rodrigo Lombardi) e Bahuan (Márcio Garcia) conquistou o público por mostrar a exuberante cultura indiana.

A ideia original era que Bahuan fosse o grande amor da mocinha, mas a química entre os personagens de Juliana e Rodrigo foi tamanha que eles acabaram ficando juntos na história. O título gringo virou ‘India - A Love Story’ (Índia - Uma História de Amor, em tradução livre).

6 - CARAS & BOCAS (2009)


Foto: Reprodução/ Globo

Outra novela de Walcyr Carrasco, a trama protagonizada por Flávia Alessandra e Malvino Salvador narrou as idas e vindas do casal, garantindo ainda boas risadas do público ao colocar um macaco de verdade como personagem.

O título no exterior ficou como 'Watercolors of Love', algo como ‘Aquarelas do Amor’.

7 - SALVE JORGE (2012)


Foto: Reprodução/ Globo

Assinada por Glória Perez, o folhetim narrou a história de Morena (Nanda Costa), uma mulher de origem humilde que é enganada e acaba indo parar numa rede de tráfico de mulheres na Turquia.

No exterior, a trama passou longe de homenagear o santo. Tanto que ‘Salve Jorge’ virou ‘La Guerrera’, em espanhol, e ‘Brave Woman’, em inglês. Ambos são traduções para ‘A Guerreira’ ou ‘Mulher Guerreira’.

{# Taboola Newsroom #}