AnaMaria
Últimas Notícias / CRÍTICAS

William Waack é criticado ao vivo por cobertura de protestos antirracistas

Ex-consulesa da França no Brasil relembrou que o jornalista foi demitido por racismo

Da Redação Publicado em 03/06/2020, às 07h36 - Atualizado em 25/06/2020, às 23h14

Alexandra Loras criticou William Waack durante o 'CNN 360' - CNN Brasil
Alexandra Loras criticou William Waack durante o 'CNN 360' - CNN Brasil

A jornalista e ex-consulesa francesa Alexandra Loras criticou ao vivo a participação de William Waack na cobertura de manifestações antirracistas feitas pela CNN Brasil, na última terça-feira (2). Durante seu comentário, ela relembrou que o jornalista foi demitido da TV Globo após o vazamento de um vídeo com fala racista, em 2017. 

"Hoje, a CNN e toda mídia brasileira têm o poder de convidar acadêmicos negros para conversar sobre essa temática. Quando vejo o William Waack, que foi mandado embora por um episódio de racismo, e hoje ele debater tanto tempo sobre o racismo... Eu acho que deveríamos também convidar negros para debater sobre essas questões", disse Alexandra no jornal 'CNN 360'.

Ela continuou: "Porque, realmente, #BlackLivesMatter, #VidasNegrasImportam, e hoje queimar prédios ou delegacias ao redor do mundo é um protesto de dizer: 'Estamos cansados de ver nossos irmãos sendo mortos de forma tão brutal  sem consequências'."

Evandro Cini e Daniela Lima, que comandavam a entrevista, agradeceram à convidada e não contestaram a crítica sobre a cobertura de Waack nos protestos. 

Vale lembrar que o apresentador foi afastado da TV Globo, em 2017, após ter um vídeo vazado por um funcionário da emissora no qual proferia falas racistas. 

"Tá buzinando por quê, seu mer**? Eu não vou nem falar porque eu sei quem é, né? É preto, é preto. É coisa de preto", disse o jornalista, na ocasião, quando cobria as eleições presidenciais dos EUA. Meses depois do vazamento, o William Waack foi demitido.