AnaMaria

Yasmin Brunet conta que começou a fumar aos 13 anos: ''Queria ser aceita''

Modelo disse que está livre do vício há 10 anos

Da Redação Publicado em 11/09/2020, às 17h06 - Atualizado às 17h07

"Achava que era 'cool' fumar'', falou a modelo - Instagram/@yasminbrunet
"Achava que era 'cool' fumar'', falou a modelo - Instagram/@yasminbrunet

Yasmin Brunet aproveitou a sexta-feira (11) para responder perguntas de alguns fãs no Instagram. Durante o bate-papo com os internautas, a modelo contou que desenvolveu o vício aos 13 anos para se sentir "aceita" na rodinha de amigos. 

"Comecei a fumar muito cedo com as minhas amigas. Acho que tinha 13 anos. Estava todo mundo fumando, e nessa época era 'cool'. A gente achava que era 'cool' fumar. Eu queria ser aceita na escola, nesse grupinho de meninas. Essas coisas todas que quando a gente é muito nova acha que vai fazer alguma diferença. Quando a gente sai da escola, vê que não é nada disso", iniciou ela nos Stories do Instagram.

Ela contou que tudo começou como uma brincadeira, mas se tornou um vício. “Eu detestava, na real. Quando comecei, odiava. Eu ficava tonta, enjoada, tinha dor de cabeça, era horrível. Só que eu fui ficando viciada. Fumei um tempão. Eu não fumava muito, comecei a usar o cigarro como uma válvula de escape de estresse e ansiedade", disse.

Para finalizar, a modelo, atualmente com 32 anos, disse que conseguiu se livrar do cigarro há 10 anos. "Com 22 anos parei total de fumar. Lembro que fui subir um lance de escada e fiquei sem ar. Meu coração começou a disparar. Eu realmente fiquei com medo, porque pensei: 'Com essa idade, se não conseguir subir um lance de escada, estou ferrada'. Então, só parei”, concluiu, dizendo que não usou adesivos de nicotina ou chiclete para largar o vício.