AnaMaria

Zélia Duncan detona Alvim após ele citar nazista: ''Patético, canastrão e fracassado''

Zélia Duncam se revolta com discurso de Roberto Alvim inspirado em nazista

Da Redação Publicado em 17/01/2020, às 15h09 - Atualizado às 15h12

Zélia Duncan repudia ato de Roberto Alvim - Roberto Setton/ Reprodução
Zélia Duncan repudia ato de Roberto Alvim - Roberto Setton/ Reprodução

A cantora Zélia Duncan se revoltou com a atitude de Roberto Alvim, secretário da Cultura, após ele citar um discurso de Joseph Goebbels, ministro da propaganda de Hitler na época do nazismo.

Nas redes sociais, ela o chamou de fracassado e ainda o comparou ao político alemão.

“Definitivamente o fracasso subiu à cabeça do patético encarregado da falta de Cultura, Roberto Alvim… Ator canastrão, diretor fracassado, encontrou nesse governo desafinado e brega, seu frágil êxtase nazista-fetichista. Faltou o bigode pro fã do crime aparentar melhor com o ídolo”, escreveu no Twitter.

(Foto: Twitter)

O DISCURSO

Nesta sexta-feira (17), Alvim publicou um vídeo nas redes sociais em que divulga o Prêmio Nacional das Artes, lançado anteriormente em uma live junto do presidente Jair Bolsonaro. 

"A arte brasileira da próxima década será heroica e será nacional. Será dotada de grande capacidade de envolvimento emocional e será igualmente imperativa, posto que profundamente vinculada às aspirações urgentes de nosso povo, ou então não será nada", discursou o secretário.

Segundo o livro ‘Joseph Goebbels: uma Biografia’, escrito por Peter Longerich, e publicado no Brasil pela Objetiva, o líder nazista afirmou: "A arte alemã da próxima década será heroica, será ferreamente romântica, será objetiva e livre de sentimentalismo, será nacional com grande páthos e igualmente imperativa e vinculante, ou então não será nada" .

Após o discurso, Roberto foi exonerado de seu cargo por Bolsonaro.