AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria

Entenda a diferença entre molho, polpa, tomate pelado e extrato

São tantas opções nas prateleiras dos supermercados que a gente até se perde...

Redação Publicado em 12/10/2016, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Diferença entre molho, polpa, tomate pelado e extrato - Shutterstock
Diferença entre molho, polpa, tomate pelado e extrato - Shutterstock
“Qual a diferença entre molho, polpa, tomate pelado e extrato?”

São tantas opções nas prateleiras dos supermercados que a gente até se perde, né? Pois o molho de tomate, feito a partir da polpa do
tomate, é a forma mais prática e rápida para preparar um prato. Ele já vem prontinho, não é preciso diluí-lo ou temperá-lo. Muitos já são preparados com manjericão, azeitona... Já a polpa serve como base para quem gosta de preparar o próprio molho, pois vem apenas com açúcar e sal na composição. Para a fabricação do tomate pelado, normalmente são usados os do tipo Roma ou Marzano.
Essa variável nada mais é do que o tomate sem pele, pré-cozido, que é conservado e enlatado. Sua grande vantagem está no sabor
– similar ao do tomate fresco. Por último, mais concentrado que os demais, o extrato de tomate é a polpa do alimento sem tempero. Ele é bem versátil. Além de ajudar a encorpar (engrossar) as receitas, dá uma boa coloração às preparações e muito sabor.



Fonte: KARLA VILAÇA, nutricionista da Nutrenza Assessoria Nutricional


Envie suas perguntas aos nossos especialistas pelo e-mail anamaria@maisleitor.com.br