AnaMaria
Cuidados

Veja 5 mitos sobre procedimentos de beleza na estação mais quente do ano

Sabia que existem alguns mitos sobre procedimentos de beleza no Verão?

Da Redação Publicado em 03/01/2022, às 08h00

Entenda quais são os mitos sobre procedimentos de beleza no verão - Unsplash
Entenda quais são os mitos sobre procedimentos de beleza no verão - Unsplash

Os termômetros não mentem: o verão já chegou. E muitas pessoas que planejavam algum procedimento estético para ficar bem na foto já jogaram a toalha, projetando que os resultados só apareceriam no ano que vem. Mas quem fez isso está perdendo tempo: além de seguros, os tratamentos estéticos atuais também trazem resultados rápidos.

“Às vezes, as pessoas imaginam que o tratamento vai durar muito. Mas, na maioria dos casos, principalmente de celulite e gordura localizada, se consegue resultados muito bons em um mês”, garante a fisioterapeuta Natália Ribeiro, fundadora da Mais Top Estética. “Hoje, com as tecnologias que temos, que são muito potentes, conseguimos resultados mais rápidos do que antigamente.”

Além da ideia de que os tratamentos não podem ser realizados no calor do verão e de que demoram para surtir efeito, outros conceitos equivocados cercam os procedimentos estéticos. Com especialização em dermato-funcional e certificações obtidas no Brasil, no Chile e na Espanha, Natália Ribeiro enumera seis mitos sobre os procedimentos estéticos que ainda impedem as pessoas de buscarem atendimento. Confira:

1-É perigoso realizar tratamento de pele no verão

Mito. Não existe nenhuma contraindicação para tratamentos corporais no verão. Os mais variados tipos de pellings, tratamentos baseados no uso de ácidos que agem sobre a pele, podem ser executados na estação – e com total segurança. Entre outros procedimentos, os pellings são indicados para melasmas, acnes e rejuvenescimento.

2-A luz intensa pulsada não é tão eficiente quanto o laser

Mito. Com tecnologia mais recente do que os tradicionais lasers, a luz intensa pulsada é tão boa ou até melhor do que o laser em alguns aspectos. “É mais segura. Oferece menos risco de queimar a pessoa do que o laser”, explica Natália. “O laser ainda é muito dolorido. Na luz intensa pulsada, utiliza-se uma ponteira resfriada, e a dor bem baixa. A nossa tecnologia serve tanto para fotodepilação como tratamentos de pele (machas de sol, mão, pé, braço, rosto) como para rejuvenescimento facial.”

3-Tratamentos no verão causam manchas na pele

Mito. Em geral, as pessoas acreditam que o procedimento vai manchar a pele ou não vai trazer o resultado esperado. “Só trabalhamos com produtos com os quais não há risco de isso acontecer”, garante Natália.

4-A fotodepilação é definitiva

Mito. Em algumas pessoas, a depilação pode ser definitiva, mas isso varia de organismo para organismo. “Existe muito marketing sobre o fato de a fotodepilação ser definitiva. Mas, cientificamente, não existe depilação definitiva”, comenta a fisioterapeuta. “Embora para algumas pessoas ela seja, sim, definitiva, não se pode garantir isso para todas as pessoas. Então, existe depilação duradoura. Ela dura, em geral, de dois a cinco anos.”

5-Tratamentos estéticos demoram para trazer resultados

Mito. Hoje, as tecnologias utilizadas pelos centros estéticos mais atualizados são tão potentes quanto rápidas.

Por fim, Natália Ribeiro dá dicas de cuidados essenciais para quem pretende realizar algum procedimento estético ou passar pela estação quente sem sofrimento. Confira:

  1. Use filtro solar, não só no rosto, mas no corpo todo. “Hoje, pode-se usar filtro solar em cápsulas. Temos uma formulação fitoterápica à base de extratos de plantas que protege o DNA de nossas células”, diz Natália. “São as chamadas ‘cápsulas da beleza’, que o profissional da Mais Top Estética prescreve de acordo com a avaliação de cada caso”.
  2. Aplique vitamina C na pele – sim, na pele. “Passar vitamina C na pele diminui a ação do sol. A substância bloqueia a poluição e a radiação do sol. Mas não é uma vitamina C comum. É uma vitamina C de uso profissional”.
  3. Tome bastante água. “Com o calor, a gente tende a desidratar, e a pele desidratada não responde bem ao tratamento de radiofrequência, pilling e luz intensa pulsada”, explica Natália. “Além de hidratar, a água e a vitamina C evitam o envelhecimento precoce”.
  4. Mantenha uma alimentação equilibrada. Claro, não adianta seguir todas as dicas anteriores se você não cuidar dos alimentos que ingere. Uma alimentação equilibrada contribui decisivamente para que se consiga melhores resultados nos tratamentos estéticos e, de quebra, ainda assegura maior longevidade e qualidade de vida.