AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Bem-estar e Saúde / Menopausa

10 Mitos sobre a terapia hormonal com testosterona em mulheres

Ginecologista esclarece dúvidas sobre um dos hormônios utilizados na reposição hormonal durante a menopausa

Da redação Publicado em 25/01/2024, às 09h30

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Menopausa pode ser uma fase bem mais simples para a mulher com a ajuda de hormônios. - Edward Cisneiro/Unsplash
Menopausa pode ser uma fase bem mais simples para a mulher com a ajuda de hormônios. - Edward Cisneiro/Unsplash

A testosterona é cada vez mais utilizada para tratar sintomas de deficiência hormonal no período pré e pós-menopausa. Dessa forma, é importante conhecer mais sobre esse hormônio, visto que, conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS), até 2030 serão 1 bilhão de mulheres atravessando a menopausa.

Ainda assim, o tema continua sendo um tabu, já que o estágio é visto como um dos principais sinais do envelhecimento do corpo, resultando em estigmas e desconforto social. Segundo o ginecologista André Vinicius, atualmente existem diversos estudos demonstrando a segurança e eficácia da terapia com testosterona para o tratamento da menopausa.

“A conscientização e o conhecimento são importantes para que as mulheres tomem suas decisões perante seus tratamentos de reposição hormonal”, avalia. Diante desse cenário, e a pedido da Revista AnaMaria, o ginecologista esclarece alguns mitos sobre a testosterona em mulheres:

1) É um hormônio masculino

Mito. Embora a testosterona seja frequentemente associada aos homens, ela é um hormônio presente em ambos os sexos, em diferentes proporções. Nas mulheres, a testosterona também é produzida, mas em quantidades menores. Ela desempenha um papel importante na regulação da libido, na saúde óssea e na manutenção do equilíbrio hormonal geral. 

2) A testosterona masculiniza a mulher

Mito. “Na reposição hormonal, a testosterona em doses fisiológicas não causa masculinização em mulheres”, afirma o médico.

3) Seu único papel é aumentar a libido

Mito. “Apesar da principal indicação ser para o aumento da libido, não é um hormônio com apenas esta finalidade. A testosterona também ajuda no ganho de massa muscular, cognição, disposição e energia”, explica. 

4) Causa rouquidão ou alteração na voz

Mito. “Isso acontece com o uso de anabolizantes. Não confunda reposição hormonal com anabolismo”, pontua o ginecologista.

5) Causa queda de cabelo

Meia verdade. “Isso porque a testosterona é convertida em outro hormônio, chamado dihidrotestosterona, o DHT. Se a DHT estiver alta, seu cabelo cai”, pontua.

6) Provoca efeitos adversos no coração

Mito. “A Testosterona é um hormônio cardioprotetor", afirma o médico. "Inclusive, a terapia de reposição de testosterona melhora sintomas de angina do peito e insuficiência cardíaca."

7) Causa danos ao fígado

Mito. “Isso só acontece se a testosterona for reposta por via oral”, afirma o especialista em saúde feminina.

8) Deixa a mulher mais agressiva

Mito. “Só acontece com doses extremamente altas. Isso porque a testosterona em doses de terapia hormonal atua, também, como estabilizador de humor”, explica. 

9) Aumenta o risco de câncer

Mito. “Em doses fisiológicas, a testosterona tem efeito protetor e até proliferativo em alguns órgãos, ressalta André Vinícius. 

10) A seguração do uso em testosterona mulheres não foi estabelecido

Mito. “Já existem vários trabalhos científicos que mostram os benefícios desse hormônio no organismo da mulher”, finaliza o ginecologista.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!