Apenas 36% dos brasileiros utilizam protetor solar diariamente, diz pesquisa

Exposição solar excessiva e inadequada pode levar a câncer de pele

sexta 14 dezembro, 2018
Mulheres costumam ser mais atentas com os perigos do sol
Mulheres costumam ser mais atentas com os perigos do sol Foto:Banco de imagens/iStock

Os cuidados com a pele são negligenciados pelos brasileiros, especialmente entre o público masculino. Essa é uma das conclusões da pesquisa “Sua pele fala – sinais suspeitos e o carcinoma de células de Merkel”, realizada pelo IBOPE Conecta com 2 mil internautas de todas as regiões do País, a pedido da aliança Pfizer-Merck. 

A doença é um tipo raro e agressivo de câncer no qual as células tumorais se formam na camada superior da pele, perto de terminações nervosas. 

Notícias Relacionadas

Na Europa, um total de 2.500 pessoas são diagnosticadas com a doença a cada ano e entre 5% e 12% desses tumores são identificados já em fase avançada. Cerca de 1 em cada 3 europeus com a doença morre anualmente. Contudo, ainda não existem dados epidemiológicos específicos no Brasil disponíveis para esse tipo de câncer

POUCO PROTETOR
E um dos principais fatores de risco para o carcinoma de células de Merkel (CCM) é a exposição solar excessiva e inadequada. Grande parte dos homens ouvidos (73%) afirma que aplica o protetor solar apenas de vez em quando ou somente ao frequentar a praia ou a piscina. 

Entre as mulheres, esse porcentual cai para 46%. Além disso, metade das entrevistadas diz cumprir a recomendação de usar filtro solar diariamente, porcentagem que é de 36% para o total de respondentes da pesquisa.

DICAS FUNDAMENTAIS
“Com a proximidade do verão, é importante o cuidado redobrado com a pele. Evitar exposição excessiva ao sol entre 10h e 16h, proteger o rosto com chapéu ou boné e usar protetor solar de largo espectro (UVA/UVB), com um elevado fator de proteção solar, todos os dias”, diz Elimar Gomes, doutor em oncologia pelo AC Camargo Cancer Center e médico do hospital BP – A Beneficência Portuguesa de São Paulo (SP). 

As mulheres também são as mais informadas em relação aos sinais do câncer de pele e 66% delas estão cientes de que verrugas e nódulos de cor vermelha ou arroxeada podem ser manifestações da doença. A maioria delas diz ter buscado um dermatologista quando identificou um desses sinais na pele. 

“Sabemos que a mulher vai mais ao médico, especialmente ao dermatologista. Além disso, é mais sensível às medidas de prevenção do que os homens. Esses resultados nos mostram que ainda temos um desafio bastante grande na mudança de hábitos da população masculina”, destaca o dermatologista.  

Da Redação
Leia Mais:

Assine a Revista Digital

  • Assine a revista AnaMaria

BEM-ESTAR

  1. 1 Confira um guia completo para evitar as varizes Saiba como evitar as varizes com um guia completo
  2. 2 Especialistas esclarecem mitos e verdades sobre a gripe
  3. 3 O que posso usar para substituir o açúcar?
  4. 4 Por que o câncer é mais comum em algumas famílias?
  5. 5 Conheça as 3 fases para emagrecer com saúde