AnaMaria

Entenda como a arte pode melhorar a qualidade de vida

Especialista explica como a arte pode melhorar a qualidade de vida

Da Redação Publicado em 26/01/2020, às 15h00

A sensação se assemelha à liberação de dopamina, ou seja, uma sensação de leve euforia, em que problemas e medos perdem a importância por algum tempo - Banco de Imagem/Getty Images
A sensação se assemelha à liberação de dopamina, ou seja, uma sensação de leve euforia, em que problemas e medos perdem a importância por algum tempo - Banco de Imagem/Getty Images

O ser humano faz arte há muito tempo. Desenhos nas cavernas, música, dança... A verdade é que a arte relaxa, alegra, emociona. Existe, inclusive, a arteterapia, uma modalidade de terapia que usa diversos tipos de arte para melhorar transtornos mentais. 

O paciente é estimulado a pintar, cantar, tocar um instrumento, enfim, expressar-se junto a um arteterapeuta, um profissional que, além de psicólogo, psiquiatra, pedagogo, tem a especialização em arteterapia. 

Ou seja, ele usa a arte como meio de atingir suas emoções e aumentar a autoestima. E não precisa ser nenhum artista talentoso, basta soltar a criatividade, sentir o prazer do fazer. Assistir a filmes, dançar ou simplesmente observar já nos deixa mais criativos, nos inspira. Mas isso não é algo apenas intuitivo ou teórico. 

Estudos mostram áreas cerebrais sendo ativadas quando se pratica qualquer uma dessas atividades. A coisa toda começa através dos nossos sentidos, como visão, audição, tato. A parte da frente do cérebro (córtex pré-frontal), que regula os sentimentos, pensamentos e emoções, passa a provocar essas ações de prazer e relaxamento. 

A sensação se assemelha à liberação de dopamina, ou seja, uma sensação de leve euforia, em que problemas e medos perdem a importância por algum tempo. Algumas pessoas relatam que se sentem até mais aptas a resolver dificuldades mesmo que o resultado da arte não seja o que esperava. 

E reitero: não importa a arte. Pode ser algo artesanal, como montar uma árvore de Natal, ou algo que exija mais conhecimento, como fotografar ou produzir uma música. Qualquer atividade gera bem-estar. 

Então, para que serve a arte? Para expressar seu amor por uma pessoa, a Deus, uma ideia, uma crença, um pensamento político... Para trocar sentimentos, contar uma história e manter nossa saúde mental em dia, através de criatividade, estímulo e recompensa. Fazer arte faz muito bem!

LUIZ SCOCCA é psiquiatra com mais de 20 anos de atendimento em consultório próprio, além da participação em grupos de estudo, congressos e projetos sociais. Formado pela USP e membro das associações brasileira e americana de psiquiatria: ABP e APA.