AnaMaria

Pensamentos com poder de cura

Do livro Você Pode Curar Sua Vida*, da orientadora espiritual Louise Hay, selecionamos alguns males que nos atingem, suas origens e como afastá-los com a mente

Redação Publicado em 06/09/2018, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Pensamentos com poder de cura - iStock
Pensamentos com poder de cura - iStock

Como usar a lista

1. Procure encontrar a correlação entre alguma doença que a faz sofrer neste momento (ou que já tenha
acometido você no passado) e as possíveis causas.

2. Veja se elas valem para você. Se não, sente-se em silêncio, tranquilize-se e pergunte-se: “Quais seriam os pensamentos que criaram isso em mim?”

3. Diga mentalmente para si mesma: “Estou disposta a me livrar do padrão em minha consciência que criou esta condição”.

4. Repita o novo modelo de pensamento várias vezes.

5. Acredite, você já está no processo de cura. Sempre que pensar na sua doença, repita essas etapas.

Amigdalite: Medo. Emoções reprimidas. Criatividade sufocada.
O que é bom para mim agora flui livremente. Ideias divinas se expressam por meio de mim. Estou em paz.

Ansiedade: Sem confiança no fluxo e no processo da vida. Eu me amo e me aprovo. Confio no processo da vida. Estou seguro.
Eu me amo e me aprovo. Confio no processo da vida. Estou seguro.

Artrite reumatoide: Profunda crítica da autoridade. Sentindo-se muito oprimida. Sou minha própria autoridade. Eu me amo e me aprovo. A vida é boa.

Bronquite: Ambiente familiar inflamado. Gritos e discussões. Às vezes, silêncio demais. Declaro paz e harmonia dentro e em torno de mim. Tudo está bem.

Câncer: Mágoa profunda. Ressentimento antigo. Grande segredo ou pesar devorando o eu.  Com amor, perdoo e liberto todo o passado. Escolho encher meu mundo de alegria. Eu me amo e me aprovo.

Hérnia de disco: Sentindo-se sem o menor apoio da vida. Indecisa.
A vida ampara todos os meus pensamentos. Portanto, eu me amo e me aprovo. E está tudo bem.

Diabetes: Sonhando com o que poderia ter sido ou tido. Grande necessidade de controlar. Tristeza profunda. Não resta nenhuma doçura.
Este instante está cheio de alegria. Agora escolho vivenciar a doçura do dia de hoje, do momento atual.

Doenças venéreas: Culpa ligada ao sexo. Necessidade de castigo. Crença de que os órgãos genitais são sujos ou pecaminosos. Maltratando o próximo.
Com amor e alegria, aceito minha sexualidade e sua expressão. Aceito somente pensamentos que me apoiam e me fazem bem.

Dor de cabeça: Invalidando a si próprio. Autocrítica. Medo. Eu me amo e me aprovo. 
Vejo a mim e ao que faço com olhos de amor. Estou muito segura.

Gastrite: Incerteza prolongada. Sensação de algum tipo de condenação. .
Estou em segurança.

Hemorroidas: Medo de prazos determinados. Raiva do passado. Medo de se soltar. Sentindo-se sobrecarregada de alguma forma.
Deixo ir tudo o que é diferente do amor. Há tempo e espaço para tudo o que quero fazer.

Herpes labial: Palavras infectadas seguradas pelos lábios. Acusações.
Crio somente experiências alegres em minha vida.

Menopausa (distúrbios): Medo de não ser mais desejada pelo outro. Medo de envelhecer, autorrejeição. Não ser boa o bastante.
Sou equilibrada e pacífica em todas as mudanças de ciclos. Abençoo meu corpo com amor.

Nódulos: Ressentimento, frustração e ego ferido por causa da carreira.
Liberto o padrão da procrastinação dentro de mim e agora deixo o sucesso ser meu.

Glaucoma: Recusa-se terminantemente a perdoar. Pressão exercida por mágoas duradouras. Derrotada por tudo.
Vejo com amor e ternura.

Ouvidos (dor): Raiva. Não está querendo ouvir. Tumulto demais. Pais discutindo.
A harmonia me cerca. Ouço com amor o que é prazeroso e bom. Sou um centro para o amor.

Pressão sanguínea alta: Problema emocional duradouro não resolvido. 
Liberto alegremente o passado. Estou em paz. 

Pressão sanguínea baixa: Falta de amor em criança. Derrotismo. Crença de que não vai mesmo dar certo.
Neste momento, escolho viver no eternamente alegre agora. Minha vida é uma grande alegria.

Infecções urinárias: Enfezada. Geralmente, com o sexo oposto ou amante. Acusando outras pessoas.
Liberto o padrão em minha consciência que criou esta condição. Estou disposta a mudar. Eu me amo e me aprovo.

Seios: Representam a alimentação e cuidados maternais. Absorvo e dou nutrição em perfeito equilíbrio.

Caroços, cistos, sensibilidade: Superproteção. Excesso na atuação maternal. Atitudes dominadoras.
Sou livre para ser eu mesma e dou aos outros a liberdade de serem como são. É seguro todos nós evoluirmos.

Sinusite: Irritação com uma determinada pessoa, alguém bem próximo.
Declaro que a paz e a harmonia habitam em mim e me cercam todo o tempo. Tudo está bem.

Varizes: Parada em uma situação que odeia. Desencorajamento. Sentindo-se sobrecarregada e com excesso de trabalho.
Fico em pé sob a verdade e vivo e ando com a alegria. Amo a vida e circulo livremente