AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Quer mudar o visual? Veja dicas para colorir, descolorir, tonalizar ou hennar os fios

Entenda quais são as principais diferenças entre os procedimentos

*Bruna Nunes, colunista de AnaMaria Digital Publicado em 29/09/2021, às 09h00

Ideias para mudar o seu cabelo. - Bruna Nunes
Ideias para mudar o seu cabelo. - Bruna Nunes

Tudo bom, pessoal? Cansada da sua aparência, mas está em dúvida sobre o que fazer nos fios? Hoje vamos falar sobre mudança de visual e vou te explicar quais são as principais diferenças entre os procedimentos mais pedidos nos salões de beleza. Vamos lá?

COLORAÇÃO
A versão permanente tem em sua composição a famosa amônia, o que a deixa com o poder de mudar o tom dos cabelos, escurecer e até mesmo clarear os fios. É a escolha ideal para quem busca um procedimento de mudança de tom, mas tem resistência em fazer mechas com descoloração, por exemplo. Lembrando apenas que coloração não tem o poder de clarear outra coloração. Se você já tem o cabelo tingido e quer deixá-lo mais claro, o ideal é partir para descoloração.


(Crédito: Bruna Nunes)

DESCOLORAÇÃO
Pode ser chamada de luzes, mechas, balayage, reflexo, global… Bom, são muito os nomes que se dão a esse procedimento, mas ele consiste em retirar a melanina do nosso fio através do uso do pó descolorante + água oxigenada, levando os fios a ficarem mais claros do que a sua versão natural. Quem opta por fazer esse procedimento precisa manter uma rotina de cuidados, pois o cabelo costuma ficar um pouco mais sensível logo que o processo é feito.


(Crédito: Bruna Nunes)

TONALIZAÇÃO
Tonalizar o cabelo costuma ser muito falado no salão por ser “menos agressivo”, mas é bom você saber que ela não tem o poder de clarear os fios e não cobre 100% dos fios brancos quando se tem uma quantidade elevada deles (normalmente mais que 50%). E se você pretende ficar loira e tiver o cabelo escuro, ele também dificulta a ação do pó descolorante.

Por outro lado, costuma ser muito usado para dar cor as mechas, ou no caso de clientes que querem dar nuance no cabelo, reavivar a cor desbotada e até mesmo ter uma leve mudança de tom. Vale ressaltar que mesmo que o tonalizante não contenha amônia, o uso demasiado pode levar o cabelo a uma sensibilidade, pois ainda assim é uma química.


(Crédito: Bruna Nunes)

HENNAR
Pode parecer um nome diferente, mas a técnica é muito conhecida. O uso de henna sempre foi muito presente dentro dos salões para alcançar aquele tom dourado, que nenhuma outra ferramenta nos oferece, dando o efeito de luzes em fios brancos sem precisar descolorir. Também reaviva a cor, muda nuance e ainda trata o cabelo.

No mercado temos dois tipos de henna: a versão em pó e a em creme. A henna em pó normalmente usamos para criar tons dourados, vermelhos ou acobreados. Neste caso, indico a henna pó da Surya Brasil, que é a marca que eu trabalho e confio.

Já a Henna Creme tem uma gama de cores mais completa e oferece cobertura dos brancos. Também é a mais natural do mercado. Um destaque é que ela trata enquanto colore, trazendo o benefício da cor e do tratamento em um só produto. Uma dica que eu dou a quem quer ser uma hennada: não lave os fios pelo menos 24h após o uso da henna, o que faz você ter uma durabilidade maior no tom do seu cabelo,


(Crédito: Bruna Nunes)

Agora me conta, qual desses procedimentos você tem mais vontade em realizar?

*BRUNA NUNES é hairstylist e apaixonada por moda. Recebe suas clientes no Jacques Janine (Unidade Jardins, em São Paulo /SP) e aqui na Revista AnaMaria vai dar dicas de cuidados, cor, corte e penteados. Instagram: @brunanunesoficial