AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria
Comportamento / RELACIONAMENTO

Como lidar com o Ghosting, o desaparecimento no lugar do término

Já aconteceu com você? Conversamos com uma psicóloga para entender o comportamento e dar dicas de como lidar com o ghosting

Como lidar com o Ghosting, o desaparecimento no lugar do término - Tandem X Visuals│Unsplash
Como lidar com o Ghosting, o desaparecimento no lugar do término - Tandem X Visuals│Unsplash

Quem já ficou ‘no vácuo’ após mandar uma mensagem para o crush sabe como dói um sumiço inesperado. É verdade que o fim de um relacionamento nem sempre é amigável, porém, receber um 'chá de sumiço' quando tudo parecia bem, pode ser ainda mais doloroso. 

Ghosting é o termo em inglês que deriva da palavra ghost, que significa ‘fantasma’ em português. A expressão é usada para dar nome ao sumiço que entra no lugar do término de um relacionamento. Esse tipo de reação, embora possa parecer inofensiva, esconde a falta de empatia e o medo de compromissos por parte do fantasminha — nada camarada. 

A AnaMaria conversou com a psicóloga comportamental Priscila Souza para explicar as consequências desse comportamento e te ensinar de uma vez por todas como lidar com o ghosting.  

Um relacionamento que acaba aparentemente ‘do nada’, geralmente não carrega um bom histórico. “O que costuma acontecer, é que as coisas vão ficando ruins, mas o ser humano tem muita dificuldade de aceitar o término, com a mudança e a possibilidade da rotina ser mudada. Então a pessoa faz de conta que não enxerga o que está acontecendo e entra em negação”, diz a especialista.

O fim de um ciclo envolve um processo de luto, mas é possível passar pelo término sem maiores traumas emocionais. 

Confira dicas para lidar com o rompimento de um relacionamento. 

EXISTE UM PERFIL DE PESSOAS QUE FAZEM (E QUE SOFREM) GHOSTING?

Sim. Vamos falar, primeiro, sobre quem sofre o ghosting. “Normalmente é uma pessoa insegura, muito carente, que quer o controle 24 horas do parceiro. Esses perfis atraem a pessoa que costuma sumir sem aviso, o que, por consequência, reforça essas inseguranças”. 

Já quem some costuma sentir desconforto emocional em lidar com o término e tem incapacidade de se colocar no lugar do outro. 

Outro fator que contribui para esse comportamento, é o desequilíbrio no peso da relação, ou seja, o casal pode se envolver em diferentes intensidades. A pessoa que faz ghosting pode não dar tanta importância para o relacionamento quanto a outra.   

A psicóloga acrescenta que a ausência de comprometimento também leva ao sumiço sem aviso. “A pessoa não tem coragem de olhar nos olhos e dizer que não quer mais, tem medo de não honrar a palavra e a busca sempre pelo caminho mais rápido e fácil, sem se comprometer”. 

Como lidar com o ghosting
Carolina│Unsplash

COMO LIDAR COM O GHOSTING?

O processo de como lidar com o ghosting começa antes dele acontecer, identificando quando o relacionamento não está bem.“Quando estamos atentos ao relacionamento e conseguimos analisar com distanciamento emocional, podemos entender que a relação está esfriando e que o parceiro está se afastando gradualmente”, explica Priscilla.

Porém, o grande desafio de quem passa por esse tipo de situação, é como lidar com o ghosting quando ele já aconteceu. Isso porque a pessoa afetada pode ter dificuldade para se envolver em um novo relacionamento por não conseguir confiar em alguém novamente.  Ela também pode desenvolver diversos traumas emocionais e danos psicológicos. 

As pessoas que já sofreram um episódio ghosting, normalmente passarão novamente pela mesma situação com diferentes pessoas, porque a tendência é que ela atraia os mesmos perfis. Nesse caso, o primeiro passo é o fortalecimento emocional, e para isso, é primordial reconhecer quais são as expectativas reais nos relacionamentos amorosos. 

Como lidar com o ghosting

A terapia, de preferência comportamental, pode ajudar a identificar esse círculo vicioso. A partir do momento que a pessoa ganha consciência desses comportamentos, ela começa a reavaliar o que espera de um relacionamento e o que procura em uma pessoa especial. “Sozinho é muito difícil você tirar o foco do seu sofrimento para conseguir lidar com a realidade como ela é. Isso só a terapia promove”, orienta a profissional. 

Além do autoconhecimento, resgatar autoestima é essencial no caminho de superação emocional. “Para fazer bem, o parceiro tem que agregar, tem que vir para somar. Normalmente, quem é atraído para o ghosting é uma pessoa que coloca todas as expectativas da sua felicidade no outro. Esse é um caminho muito perigoso para gente fazer”.

Já ouviu falar em psicanálise? Saiba mais sobre os benefícios da técnica terapêutica em busca do autoconhecimento.