AnaMaria

Acelere a digestão e emagreça

Mudanças simples no estilo de vida alteram a maneira como o organismo processa e armazena os alimentos. E você seca!

Júlia Arbex Publicado em 20/07/2018, às 10h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

Acelere a digestão e emagreça - iStock
Acelere a digestão e emagreça - iStock

Todas nós, vez ou outra, sofremos com má digestão. Porém, quem não segue uma dieta equilibrada passa por isso com mais
frequência. Uma das consequências: quilinhos extras. “É importante o sistema digestivo funcionar bem para o organismo absorver os nutrientes dos alimentos, trazendo bem-estar e auxiliando na perda e manutenção do peso”, explica Daniela Gasparini, nutricionista da Estima Nutrição (SP). Pronta para regular a sua digestão e entrar em forma? O que você precisa para isso está nesta matéria!

Causas do problema

“Comer depressa e não mastigar adequadamente os alimentos faz com que a primeira parte da digestão, realizada na boca, não aconteça. Ou seja, o estômago e o intestino ficarão sobrecarregados para cumprir esse papel”, diz Daniela.

Beber líquidos em excesso durante as refeições. “Isso pode dificultar o trabalho dos ácidos do estômago, que auxiliam na digestão, além de poder causar distensão abdominal. O ideal: tomar até 200 ml de água e evitar sucos, bebidas industrializadas e, principalmente, com gás, como água com gás e refrigerante.”

Abusar de alimentos gordurosos e de frituras, pois irritam o estômago.

Sintomas

Gases
Azia
Sensação de estômago cheio
Enjoos
Arrotos
Sonolência após as refeições
Dores abdominais

Dicas para combater a digestão lenta

Beba água. O ideal é ingerir, pelo menos, 2 litros por dia. Por quê? Quando o organismo desidrata, suas funções ficam  comprometidas, retardando a digestão.

Consuma alimentos ricos em fibras. Eles garantem saciedade e ainda conseguem melhorar o funcionamento do seu intestino. Coma gengibre e iogurte. O primeiro estimula o sistema digestivo. Mastigar 1 g por dia já faz diferença! O iogurte é uma ótima fonte natural de probióticos e outros microrganismos essenciais para a digestão. Eles incentivam o crescimento de bactérias benéficas e ajudam o sistema digestivo a trabalhar a todo vapor.

Evite alimentos processados, gordurosos e muito apimentados: o estômago tem dificuldade em digerir esses produtos, pois eles podem causar refluxo e azia.

Faça atividade física regularmente: a prática de qualquer exercício, como caminhada, corrida, alongamento e ioga, ajuda a reduzir a inflamação e minimizar as dificuldades digestivas. O recomendado é fazer, no mínimo, 30 minutos de malhação por dia. 

Tome alguns cuidados: para muitas pessoas, frutas cítricas, como laranja, abacaxi, tangerina e morango, são grandes causadoras de dores de estômago. Caso esse seja seu caso, dê preferência às versões alcalinas, como banana, mamão e melão.

Cardápios para você desinchar
fonte: Andréa Amorim, nutricionista

DIA 1
Café da manhã: 2 ovos mexidos + 1 colher (sopa) de creme de ricota light + 100 ml de leite de amêndoas batido com 2 colheres (sopa) de abacate
Lanche da manhã: ½ mamão papaia com 1 colher (chá) de chia
Almoço: 1 prato raso de salada de agrião com palmito + 120 g de filé de peixe assado + 2 colheres (sopa) de legumes assados
Lanche da tarde: 3 castanhas-do-pará + 2 ameixas secas
Jantar: 1 prato raso de salada de folhas verdes + 120 g de filé de frango grelhado + 4 colheres (sopa) de purê de cenoura
Ceia: 1 iogurte desnatado

DIA 2
Café da manhã: 1 omelete (2 ovos e 2 colheres (sopa) de requeijão light) + 1 iogurte natural desnatado + 1 banana-prata
Lanche da manhã: suco verde com 1 folha de couve + 1 limão + gengibre a gosto + 1 rodela de abacaxi
Almoço: 1 prato raso de salada de couve com lascas de laranja + 120 g de filé-mignon grelhado + 2 colheres (sopa) de espaguete de abobrinha
Lanche da tarde: 2 kiwis
Jantar: 1 prato raso de salada de brócolis com couve-flor + 1 prato fundo de sopa de abóbora com 120 g de frango desfiado + raspas de gengibre
Ceia: 1 copo de 200 ml de suco de maracujá + 3 ameixas secas

DIA 3
Café da manhã: 1 crepioca (2 ovos + 1 colher (sopa) de tapioca + 1 fatia de queijo fresco) + 1 iogurte de frutas com 1 colher (sobremesa) de chia
Lanche da manhã: musse de abacate (1 avocado + 2 colheres (chá) de farelo de linhaça)
Almoço: 1 prato raso de salada de repolho com uva-passa + 120 g de frango desfiado + 2 colheres (de servir) de berinjela grelhada
com pimentões
Lanche da tarde: 200 ml de iogurte desnatado batido com polpa de 1 maracujá
Jantar: 1 prato raso de salada de rúcula com lascas de manga + 120 g de hambúrguer de patinho + 2 colheres (sopa) de beterraba ralada
Ceia: 1 iogurte light + 2 colheres (chá) de chia

O CARDÁPIO ACIMA É APENAS UMA SUGESTÃO. O PLANO ALIMENTAR DEVE SER INDIVIDUALIZADO E É ESSENCIAL CONSULTAR UM PROFISSIONAL. VALE LEMBRAR AINDA QUE A PERDA DE PESO VARIA DE ACORDO COM O ORGANISMO DE CADA UM. ALÉM DISSO, PESSOAS COM DIABETES, PRESSÃO ALTA E PROBLEMAS NO CORAÇÃO DEVEM CONSULTAR UM MÉDICO ANTES DE COMEÇAR QUALQUER DIETA.