AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Kombucha: o chá com bactérias (do bem) que emagrece

Livre de conservantes e corantes, bebida milenar regula o intestino, fortalece a imunidade e queima calorias

Izabel Duva Rapoport Publicado em 21/09/2017, às 16h00 - Atualizado em 09/07/2020, às 12h06

Kombucha: o chá com bactérias (do bem) que emagrece - Shutterstock
Kombucha: o chá com bactérias (do bem) que emagrece - Shutterstock

Uma bebida gasosa, não alcoólica, levemente ácida e adocicada. Eis o Kombucha, uma receita chinesa milenar feita à base de chá fermentado por uma cultura de bactérias e leveduras benéficas à saúde. Além de fortalecer a imunidade e ajudar a equilibrar o metabolismo do corpo, a bebida tem efeito detox e pode emagrecer. “É um chá probiótico que regula as funções do sistema digestivo e do intestino, facilitando a absorção dos nutrientes e, por consequência, deixando o processo de queima de calorias e gorduras mais eficiente”, afirma Rosana Cremonesi, especialista no assunto e fã do Kombucha há um ano. E, sim, a bebida é saborosa, além de possibilitar um universo de combinações. “Depois da primeira fermentação, o Kombucha pode ser saborizado com polpa de frutas naturais e especiarias”, diz Rosana, que chega a comparar o sabor do chá com sidra.

Bactérias do bem
A cultura de bactérias e leveduras responsáveis pela fermentação da bebida pode ter até 40 micro-organismos, formando uma camada gelatinosa na superfície, chamada de ‘scoby’. “Essa é a matriz que faz todo trabalho”, afirma a especialista. Na tradição do kombucha, o scoby deve ser doado por conhecidos. “Com o tempo, ele vai se multiplicando.”
Onde encontrar
Como a tradição oriental ainda é novidade no Brasil, não é tão simples encontrar alguém para doar o scoby. No entanto, não se desespere. É fácil encontrar grupos de doação no Facebook, em blogs ou até mesmo em algumas lojas de produtos naturais, como a Companhia dos Fermentados, que vende a colônia de bactérias a R$ 45. É possível também comprar o chá pronto, engarrafado, a um custo médio de R$ 15 por 300 ml. Por esse preço, não dá para tomar todo dia, então, o melhor a fazer é se aventurar na cozinha.
Receita para fazer em casa
Ingredientes:
■ 1 colher (sopa) de chá-preto, chá-verde ou chá de hibisco
■ 1 litro de água mineral
■ 50 gramas de açúcar orgânico
■ 1 scoby
■ 100 ml de um chá já fermentado (é comum receber o scoby com um pouco dessa bebida já pronta)
Modo de fazer
Ferva a água e jogue o chá eleito. Deixe em infusão. Coe em um pote de vidro, adoce. Espere esfriar e coloque o scoby e o chá já fermentado (não ponha o scoby com o chá quente). Tampe com um pano fino e prenda a borda com elástico. Guarde a bebida em local escuro.
E começa a mágica!
O Kombucha estará pronto entre sete e 15 dias. Quanto mais tempo de fermentação, mais ácido será o sabor. “Pode até virar um vinagre, feito para temperar alimentos”, diz Rosana.
Como consumir
A indicação é tomar de 100 ml a 350 ml por dia, em qualquer horário. “Em casa, tomo uma taça no jantar todos os dias”, conta a especialista. “Além da delícia de consumir diariamente essa bebida de sabor agradável, levemente frisante e geladinha, meu sistema digestivo melhorou como um todo, assim como o funcionamento do meu intestino. Essa melhora provoca sensações de bem-estar, energia e disposição”, diz Rosana Cremonesi, que produz seu próprio chá há um ano.
Alertas!
A Anvisa informa: o chá de Kombucha pode ser comercializado no Brasil e é classificado como alimento. Porém, como geralmente é artesanal, deve-se ter um critério rigoroso de assepsia, considerando o ambiente, a qualidade da água e o uso de um recipiente de vidro. “Caso contrário, a colônia pode ser contaminada e desenvolver fungos e bactérias prejudiciais à saúde”, explica Rosana. O Kombucha não é indicado para gestantes, crianças, idosos ou quem tem baixa imunidade.
Origem
Existem várias lendas sobre o nascimento do chá. A mais conhecida é de que o primeiro registro foi feito há 2 mil anos no Oriente, quando um médico chamado Kombu tratou o imperador com um chá fermentado. E, assim,
surgiu o nome: Kombucha. Sua pronúncia é: Kom-bu-tchá.
{# Taboola Newsroom #}