AnaMaria

Quer correr atrás do prejuízo? Veja dicas para voltar a boa forma em 2019

Alguns alimentos ajudam o corpo a desinchar e também limpam as toxinas

Da Redação Publicado em 01/01/2019, às 15h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h46

As festas de fim de ano estão sempre muito ligadas à muita comida. É quase impossível resistir a uma boa comida durante as ceias de Natal e Ano Novo, além daquelas confraternizações entre amigos. Mas, para quem não quer começar o próximo ano já brigando com a balança, não tem milagre.

“Como tudo na vida, é preciso abdicar de algumas coisas para conquistar o que desejamos”, lembra a nutricionista Laís Murta, de São Paulo. “Pegar firme na dieta pode amenizar os exageros, desintoxicar o organismo, regulariza o sono e o intestino, mas ainda assim é importante que exista um acompanhamento nutricional.”

Com a ajuda da especialista, AnaMaria lista alguns alimentos interessantes para você incluir no cardápio e tentar reverter os estragos da ceia.

Frutas vermelhas
Aposte em morango, framboesa, amora e mirtilo, que são frutas pouco calóricas e ricas em flavonoides, antioxidantes que melhoram o processo de detoxificação do organismo. Para os dias de calor, a dica é preparar um suco rosa ou um smothie congelando essas frutinhas.

Maçã
Fonte de quercetina, um potente anti-inflamatório natural, que é ótima para aliviar a retenção de líquidos. Além disso, possui muitas fibras, que geram saciedade, segurando a fome por mais tempo. Prepare a fruta cozida com canela de sobremesa ou bata com suco verde no desjejum.

Couve
Rica em clorofila, que limpa o fígado, órgão metabolizador de tudo que entra no corpo - incluindo drinques e medicamentos. Inclua em sucos, principalmente em jejum, para agir melhor.

Chá verde
Contém catequinas diuréticas, que facilitam a saída de toxinas do corpo, e é termogênico – isto é, acelera o metabolismo e a queima calórica corporal, facilitando o emagrecimento.

Oleaginosas (castanhas)
Ricas em vitamina E, ômega-3, cálcio, magnésio, zinco, selênio, cobre e manganês. Possuem ação anti-inflamatória e antioxidante. Consuma castanhas, como a do Pará, amêndoas, avelãs e nozes.

Água de coco
É responsável pela hidratação e eliminação das toxinas por meio da diurese, além de auxiliar a troca de nutrientes pelas células. Também mantém a pele com aspecto bem cuidado. 

EXAGEREI, E AGORA?

  • Evitar alimentos industrializados e refinados;
  • Preferir “comida de verdade”, alimentos integrais;
  • Aumentar a ingestão de líquidos (2 a 4l/ dia), sendo metade água pura e metade chás diuréticos (cavalinha, hibisco, dente-de-leão, carqueja, chá verde);
  • Aumentar o consumo de fibras, presentes em frutas, verduras e cereais integrais;
  • Preferir: frutas, verduras, legumes, carnes magras, cereais integrais (sem glúten) e tubérculos;
  • Evitar: carne vermelha, açúcar/ doces, massas, pães, álcool, cafeína (café, chá preto), carnes processadas, glúten (e derivados), leite e derivados (mesmo os desnatados e sem lactose), frituras, preparações gordurosas;
  • Não pular refeições, comer a cada 3-4 horas.