AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Sabe o tal “dinheiro esquecido”? Cliente resgata R$ 1,65 milhão em consórcio

Diretor do Banco Central afirmou que foi o maior valor sacado no sistema Valores a Receber foi de R$ 1,65 milhão

Da Redação Publicado em 30/03/2022, às 10h19

A maioria das pessoas não teve um valor tão grande assim, viu!! - Eduardo Soares/Unsplash
A maioria das pessoas não teve um valor tão grande assim, viu!! - Eduardo Soares/Unsplash

Maurício Moura, diretor de Relacionamento, Cidadania e Supervisão de Conduta do Banco Central (BC), contou, durante um evento de gestão pública, realizado em Curitiba, na terça-feira (29), que o maior valor sacado do sistema Valores a Receber até o momento foi de R$ 1,65 milhão.

De forma geral, segundo ele, a grande maioria dos recursos, obviamente, são valores muito pequenos, afinal de contas pouca gente esquece muito dinheiro em uma conta bancária. No entanto, essa pessoa tinha esquecido, ou não sabia, que tinha R$ 1,65 milhão em nome dela no sistema financeiro e, graças ao sistema Valores a Receber, recuperou esse dinheiro.

"Era uma série de cotas de consórcio que havia acabado, a pessoa não foi lá para ver como os grupos tinham acabado e tinha esse valor considerável. Imagino que tenha ficado bastante feliz", afirmou Moura. Apesar disso, ele não informou de qual cidade do país é o cliente milionário.

REPESCAGEM

O Banco Central deu início na última segunda-feira (28) a mais uma 'repescagem' para os saques da primeira fase dos recursos esquecidos por brasileiros nos bancos, pelo sistema Valores a Receber. Essa repescagem é dos valores da primeira fase do programa. Mais valores serão liberados na segunda fase, que começa em 2 de maio.

Antes, a previsão era de que a segunda repescagem abrisse na segunda-feira para todos os grupos que perderam a data – e a primeira repescagem – para consultar e pedir o saque. Agora, isso será feito de forma escalonada, que segue a data de nascimento para pessoas físicas, e a data de criação no caso das empresas. Os clientes terão o dia todo para fazer o pedido – não será necessário seguir um turno de horas como vinha acontecendo até então. O sistema ficará disponível até 16 de abril.

COMO SABER SE TENHO DINHEIRO?

A consulta só poderá ser feita por quem tenha conta no Portal Gov.br, que fornece acesso a serviços públicos digitais. O cadastro para ter a conta é gratuito e pode ser feito na área de login do Gov.br ou pelo aplicativo Gov.br, disponível para usuários de dispositivos móveis dos sistemas Android e iOS.

Existem três níveis de login no Portal Gov.br: bronze, prata ou ouro. Eles variam conforme o nível de segurança e a complexidade do serviço público pedido. Para resgatar o dinheiro esquecido nas instituições financeiras, será exigido nível prata ou ouro. O login do sistema Registrato, usado na primeira fase do serviço, não poderá mais ser usado no SVR.

{# Taboola Newsroom #}