AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Filha de Romário anuncia namoro com jovem que também tem Síndrome de Down

Ivy Freitas contou aos seguidores a novidade e falou sobre a reação da família

Da Redação Publicado em 02/06/2022, às 11h41

Ivy Freitas tem 17 anos e é a filha mais nova do ex-jogador de futebol Romário - Instagram/@mundo.da.ivy
Ivy Freitas tem 17 anos e é a filha mais nova do ex-jogador de futebol Romário - Instagram/@mundo.da.ivy

Muito amor! Os fãs da família do ex-jogador de futebol Romário ficaram com o coração quentinho após ficarem sabendo da mais nova notícia sobre o lar do ex-atleta. Acontece que sua filha caçula, Ivy Faria, de 17 anos, anunciou que está namorando oficialmente.

A jovem, que é diagnosticada com Síndrome de Down, foi a um encontro de jovens especiais, chamado Expedição 21, no fim de maio e o evento foi responsável por unir Ivy e Caio Freitas, de 19 anos.

Por meio das redes sociais, a filha de Romário contou a novidade: "Gente, eu tenho uma novidade para contar para vocês. É, realmente a Expedição 21 foi uma experiência incrível e de quebra ainda me trouxe um presente, que foi o Caio. Eu fui pedida em namoro. Será que eu aceitei? Mas é claro que eu aceitei”.

A morena ainda fez questão de contar que o seu namoro foi aprovado pela família. "É isso, gente, eu e o Caio estamos oficialmente namorando! Meus pais e meus irmãos já aprovaram!”, celebrou.

Ao seguir com a notícia, Ivy contou que apesar de estar vivendo uma boa fase, com seu novo amor, há um problema: a distância. “Aguenta, coração, o Caio mora em outra cidade, mas ainda bem que temos as chamadas de vídeo para matar a saudade", disse.

Vale lembrar que Ivy mora no Rio de Janeiro com sua família. Por sua vez, Caio é de Votuporanga, no interior de São Paulo.

Confira:

SE POSICIONOU

Recentemente, a filha de Romário, Ivy Faria, utilizou as redes sociais para dizer que é contra uma declaração dada pelo Ministro da Educação, Milton Ribeiro.

Na ocasião, o ministro defendeu o fim da inclusão nas escolas, pois crianças com deficiência “atrapalham” o aprendizado dos demais. A jovem, que tem síndrome de down, se posicionou por meio de uma carta aberta.

“A minha presença e a de outras pessoas com deficiência não é ruim, muito pelo contrário, desde a escola, meus coleguinhas aprendem uma lição que parece que o Sr. não teve a oportunidade de aprender: a diversidade faz parte da natureza humana e isso é uma riqueza. A fala do senhor revela muita falta de educação. Como pode achar que a deficiência torna alguém incapaz de estudar? A deficiência não nos torna incapaz de nada, basta que tenhamos oportunidade", escreveu em seu perfil no Instagram

Ao final, ela deixou ainda um recado ao ministro: “Seu ministro, uma criança com deficiência em sala de aula contribui mais com a educação deste país do que o senhor neste ministério", finalizou.

{# Taboola Newsroom #}