Truques naturais para prevenir a gripe

Veja as orientações de Fabrício Dias, médico de família e consultor da Weleda

Izabel Duva Rapoport

Além de tomar a vacina, vale prevenir ou aliviar os sintomas com práticas caseiras | <i>Crédito: Shutterstock
Além de tomar a vacina, vale prevenir ou aliviar os sintomas com práticas caseiras | Crédito: Shutterstock

É possível se prevenir contra a gripe tomando a vacina que protege do vírus. Mas, além disso, é preciso se cuidar no dia a dia ou aliviar seus sintomas, caso ela apareça. Veja abaixo sete práticas naturais recomendadas por Fabrício Dias, médico de família com ampliação em antroposofia e consultor da Weleda, marca de cosméticos e medicamentos naturais. "Atitudes simples ajudam na prevenção da influenza e também a manter a imunidade em alta ao longo de todo o ano", diz.  

Chás e infusões 
“Existem chás e extratos naturais com alto poder antioxidante, ricos em vitaminas e minerais, e eficientes para aumentar a imunidade e tratar sintomas de gripes e resfriados”, afirma Fabrício. Os compostos do chá verde, de acordo com uma pesquisa recente no Japão, segundo o médico, tem efeitos para amenizar os sintomas da rinite e outras alergias respiratórias.

Evite o ar condicionado
O aparelho de ar condicionado não precisa ser vilão para o corpo. “Nos dias mais quentes, o equipamento é um ótimo aliado para combater o calor, porém, para diminuir a temperatura, o ar do ambiente é sugado e, com isso, a umidade diminui", explica. É o ar seco (aquele com baixa umidade) que acarreta uma série de problemas respiratórios, propiciando que os vírus se manifestem no organismo. "O ideal é manter o aparelho sempre limpo e, se estiver em um ambiente seco, beba mais água e líquidos", orienta o especialista. 

Veja também:
Proteja seu pet no friozinho
Economize água na hora de lavar as roupas
Sabia que o tempo te torna mais parceira da sua mãe?

Comida saudável sempre
O ideal é comer legumes e verduras cozidos e carnes grelhadas. Sementes como castanha-de-caju e castanha-do-pará também ajudam a nutrir de forma integral o organismo. "A água é uma importante aliada", diz. 

Hábitos de higiene
Lavar as mãos com frequência e não colocá-las na boca, nos olhos e no nariz, além de espirrar e tossir usando o braço como proteção, são hábitos fundamentais para a prevenção de doenças em qualquer período do ano. Para quem tem crianças em casa, Fabrício sugere que os adultos façam essas atividades na frente delas, sempre ressaltando os benefícios de agir assim. Desse modo, os pequenos incorporarão os hábitos saudáveis em suas rotinas naturalmente.

Sem friagem 
Para tirar a friagem do corpo e também relaxar, o escalda-pés é uma solução simples e rápida que pode ser feita a qualquer momento. Segundo o médico da Weleda, quando uma pessoa é aquecida, há uma espécie de convocação para que as células de defesa fiquem mais ativas. “O calor, que nas extremidades do corpo provoca leve vermelhidão graças à dilatação dos vasos sanguíneos, também torna nossas células de defesa mais ativas e capazes de nos proteger melhor. Assim, ao realizarmos um escalda-pés, estamos levando calor para todo o organismo por meio do sangue que flui da extremidade até o centro, melhorando de forma notável o funcionamento do sistema imune”, afirma. Essa dica, aliás, serve tanto para prevenir gripes e resfriados, como para tratá-los.

Sol ajuda
A medicina complementar inspirada na antroposofia – prática que busca compreender e tratar o ser humano como um todo, considerando sua vida emocional, sua individualidade e sua relação com a natureza – sugere que, sempre que possível, as pessoas se exponham ao sol por um breve momento para ajudar na síntese da vitamina D, que também é imunoestimulante.

Exercícios são essenciais
Fabrício reforça que a atividade física é muito importante para a imunidade, já que, ao ativar a circulação, o resultado é um processo de calor, ou seja: a base para o funcionamento do sistema imune. Caminhar de três a quatro vezes por semana é de grande valor.
 

14/05/2018 - 11:40

Conecte-se

Revista Ana Maria