Apresentador comemora morte de rainha Elizabeth com espumante - Reprodução/Internet e Instagram/@theroyalfamily
Eita!

Apresentador comemora morte de rainha Elizabeth abrindo champanhe: “Velha de merda”

Na internet, argentino comemora morte de rainha da Inglaterra e causa revolta

Da Redação Publicado em 08/09/2022, às 19h41

Após o falecimento da rainha Elizabeth II, nesta quinta-feira (8), um apresentador argentino, Santiago Cúneo, foi ao seu canal na internet para celebrar a morte da inglesa. Em seu programa, o comunicador abriu um champanhe e se mostrou feliz com o acontecimento.

Nas redes sociais, rapidamente a repercussão foi negativa. No canal, ele anunciou que “morreu a velha de merda”, com uma trilha sonora animada ao fundo. “A velha morreu, velha de merda, e eu havia prometido que iríamos brindar”, comemorou ele.

“É uma boa notícia para todos. Finalmente, a vida toma um rumo certo”, prosseguiu ele. Depois, ao abrir o champanhe, o apresentador continuou ofendendo a rainha: “Ladra, genocida, assassina”.

Na web, os internautas não gostaram do posicionamento de Santiago Cúneo. “Impossível existir neste mundo pessoas que se alegram com a morte de alguém, isso merece repúdio mundial”, disse um usuário do Twitter.

Veja esse momento na íntegra:

Hispanoesfera ahora mismo: pic.twitter.com/jyCmCo2DEi

— Alberto Rodríguez (@AlRodriguezGar) September 8, 2022

TRAJETÓRIA DA RAINHA

Elizabeth Alexandra Mary nasceu no dia 21 de abril de 1996 e teve sua vida transformada após seu tio, Edward VIII, abdicar do trono da Inglaterra. Dessa forma, seu pai, George VI, teve de assumir a coroa — o que implicaria que, quando ele morresse, a inglesa se tornasse a rainha do Reino Unido.

Na sua adolescência, Elizabeth já passou por uma grande provação: a Segunda Guerra Mundial, que teve início em 1939 — quando ela tinha apenas 13 anos. No final do conflito, já no ano de 1945, a inglesa, que já tinha 19 anos, quis ajudar seu país atuando no serviço militar, como motorista e mecânica.

Ainda jovem, 8 anos mais tarde, Elizabeth se tornaria a rainha da Inglaterra, após seu pai falecer. Então, em 1953, ela recebeu a coroa britânica e marcou história — sendo a monarca que ficou por mais tempo no trono e, sem dúvidas, uma das principais figuras históricas dos últimos tempos.

Nos 96 anos em que esteve viva, a rainha colecionou momentos marcantes, como as Guerras das Malvinas e do Golfo. Após 70 anos no trono, os quais foram comemorados em fevereiro deste ano, a Rainha Elizabeth deixa uma imagem para lá de positiva, especialmente entre os mais jovens.

 

Rainha Elizabeth II Santiago Cúneo

Leia também

Tony Ramos completa 60 anos de carreira; relembre personagens marcantes do ator


Gretchen rebate comentários etaristas em vídeo no Instagram


Galvão Bueno na Record? Entenda a ida do narrador à emissora após 40 anos na Globo


O que é? Jojo Todynho considera cirurgia íntima pós-bariátrica: 'Por que não?'


Larissa Manoela comenta possibilidade de reconciliação com os pais após polêmica


Bial e Tadeu Schmidt trocam experiência em comum na apresentação do BBB: "Relação estranha"