AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria

Atenção, mamães: como conciliar festas de fim de ano e a amamentação?

Especialistas orientam mulheres sobre o consumo de álcool e outras condutas para quem passa pelo período de amamentação

Da redação Publicado em 24/12/2023, às 11h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
O que muda nas ceias com a amamentação? - Helena Lopes/Unsplash
O que muda nas ceias com a amamentação? - Helena Lopes/Unsplash

As mulheres que amamentam enfrentam a fase mais festiva do ano, com suas tentações típicas em termos de comidas, bebidas e encontros, com muitas dúvidas.܂Para aquelas que costumam beber álcool, a dúvida principal é se poderão brindar o Natal e o Ano Novo.

AnaMaria Digital conversou com Cinthia Calsinski, Enfermeira Obstetra Consultora Internacional de Lactação e com a nutricionista Natalia Barros, Mestre em Ciências pela UNIFESP e fundadora da NB Clinic, atrás da prática ideal para mamães lactantes nessas ocasiões.

Cinthia considera que o consumo deve ser esporádico, já que o álcool altera o estado de consciência quando consumido em doses altas. "Isso pode colocar em risco não somente a saúde da mulher, mas também a do bebê", avalia. Dito isso, a consultora em amamentação divide as lactantes em dois grupos: as que têm bebês menores de 6 meses e as mães de crianças a partir de 6 meses.

"Mães de bebês menores, que mamam com mais frequência, devem ter a cautela de consumir sua bebida sempre acompanhada de algo para comer, porque a absorção de álcool é consideravelmente menor com o estômago mais cheio", indica. Já aquelas que amamentam bebês maiores de 6 meses, segundo ela, não precisam se preocupar tanto, já que crianças dessa idade costumam mamar em intervalos maiores.

Por sua vez, a nutricionista Natalia Barros fala sobre a importância de entender o tempo de eliminação do álcool do corpo da mãe, para tomar as decisões de consumo de álcool. "Esse tempo é variável e envolve a eliminação do álcool também do leite da mãe, a depender do metabolismo individual. Após o consumo, a concentração máxima de álcool no leite materno ocorre geralmente em 30 a 60 minutos, refletindo a concentração sanguínea da mãe. A taxa média de eliminação é de aproximadamente 1h a 1h30, por dose padrão de álcool", calcula.

Nesse caso, sua recomendação é que as mães esperem para amamentar após consumir álcool, ou que tirem leite antes de beber. "O ideal é que a mãe considere ingerir álcool logo após amamentar ou expressar leite para armazenamento. Esse intervalo permite tempo para o corpo metabolizar o álcool antes da próxima amamentação", explica Natalia.

A nutricionista reforça que há diretrizes apontando que uma única ingestão leve de álcool, como uma taça de vinho, tem pouca probabilidade de causar problemas significativos. "Mesmo assim, é essencial que as mães discutam suas escolhas com profissionais de saúde para tomar decisões informadas e seguras para a saúde do bebê", orienta.

Na sequência, Cinthia Calsinski emenda outras dicas para que mamães de bebês consigam aproveitar as festas com mais tranquilidade:

Aproveite a comida!

Estudos mostram que bebês que não têm alergia não costumam ter mais ou menos gases por conta da dieta materna. Pelo contrário, quanto mais rica for, mais sabores e mais fácil será a introdução alimentar.

Tente descansar com o bebê

Dica de ouro do pós-parto! Ajuda muito nesse período de festas, em que, com certeza, é normal sair da rotina e esticar um pouquinho a hora de dormir!

Observe o bebê

Se perceber que ele está hiperestimulado, ou irritado no colo daquela sua parente com perfume forte, saia de cena com ele, afinal, quem vai ter que aguentar um bebê extremamente irritado e choroso será você. Tente seguir a rotina e os horários do bebê. Além de trazer segurança, faz os dias mais calmos.

Organize-se

Antecipe tudo que vai precisar e tenha tudo em mãos, caso saiam de casa. Se planejou ficar 4 horas, leve coisas suficientes para 8 horas. O tempo passa depressa, é melhor sobrar do que faltar! Aproveite! Ter bebês nessa época pode ser muito legal, afinal, eles representam todo amor que esse período encerra.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!