AnaMaria
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaSpotify AnaMaria

Conversa entre Amigas: o tempo transforma a dor em boas lembranças

É possível conviver com a ausência

Karla Precioso Publicado em 23/10/2015, às 16h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h44

O tempo transforma dor em boas lembranças - Dreamstime
O tempo transforma dor em boas lembranças - Dreamstime
“Perdi uma tia muito querida há poucos meses e a saudade só aumenta. Choro, fico triste... Minha filha de 10 anos não entende e pergunta sempre se não vou mais sorrir como antes. Como superar essa dor?”

L. H. V., por e-mail 


Nunca estamos preparadas para perder alguém. Sofremos e nos entristecemos a ponto de achar que nada mais vai nos alegrar. Só o tempo mesmo para acalmar o coração e transformar a dor e a saudade em boas lembranças. É quando o descontrole inicial passa e você cai na real: a pessoa já não está mais aqui e é preciso seguir adiante (sim, é possível conviver com a ausência). Perceba que a sua filha está pedindo a sua atenção. Cuide do seu tesouro, que, na verdade, é o seu maior porto seguro. Você já chorou a perda da sua tia, agora faça brilhar em seu rosto um sorriso por ter podido compartilhar tudo de bom e de melhor enquanto ela estava ao seu lado.