AnaMaria
Busca
Facebook AnaMariaTwitter AnaMariaInstagram AnaMariaYoutube AnaMariaTiktok AnaMariaSpotify AnaMaria

Folia sexual em pauta: Carnaval e Tadalafila

Carnaval com prazer e cuidado; o uso responsável da tadalafila na disfunção erétil com Dr. Alex Meller

Da redação Publicado em 02/02/2024, às 16h00

WhatsAppFacebookTwitterFlipboardGmail
Reprodução
Reprodução

O Carnaval é uma festa que exala alegria e celebração, muitas vezes marcada por encontros e momentos íntimos. Em meio a essa atmosfera de prazer, é crucial abordar a responsabilidade sexual, especialmente quando se trata do uso da tadalafila, popularmente conhecida como Cialis.

A tadalafila, um inibidor da fosfodiesterase tipo 5 (PDE5), é um medicamento eficaz no tratamento da disfunção erétil (DE). Amplamente utilizado, esse medicamento contribui para aumentar o fluxo sanguíneo no pênis, facilitando a obtenção e manutenção da ereção. Cerca de 80% dos homens com DE relatam benefícios do uso da tadalafila. Seu efeito inicia em aproximadamente 30 minutos e pode durar até 36 horas.

A DE é uma condição que afeta milhões globalmente e possui causas variadas, desde fatores físicos até aspectos psicológicos. Além da tadalafila, o tratamento engloba terapias, mudanças no estilo de vida e, crucialmente, a orientação médica individualizada.

O Dr. Alex Meller, urologista e professor da UNIFESP, destaca a relevância da consulta médica antes do uso da tadalafila. Em suas palavras, "Originalmente a tadalafila foi um medicamento descoberto após a descoberta do Viagra, que se chama sildenafila." Ele enfatiza que o medicamento, disponível em diferentes dosagens, requer uma prescrição personalizada, considerando a saúde e a gravidade da DE de cada paciente.

O urologista Meller explica que a tadalafila atua inibindo a enzima fosfodiesterase, resultando em uma maior concentração de óxido nítrico nos vasos penianos. No entanto, ele adverte sobre os efeitos colaterais, como dor de cabeça e vermelhidão, que podem ser potencializados pelo uso indiscriminado. "É como se ela servisse como um vasodilatador, então ela dilata todas as artérias do organismo e também as veias, mas principalmente as artérias."

MUITO MAIS PROBLEMAS...

O risco de dependência psicológica é uma preocupação, especialmente entre os jovens. Em suas palavras, "Se beneficia do efeito positivo que é, no caso, prolongar ou aumentar a ereção e isso vira um modismo, né? Aí começa a extrapolar, já que ele dilata todas as artérias." A associação da melhoria na performance sexual ao uso da tadalafila pode gerar inseguranças e receios, prejudicando a saúde sexual a longo prazo.

Neste Carnaval, a celebração da sexualidade deve ser aliada à responsabilidade. A tadalafila pode ser uma aliada valiosa, mas apenas sob a supervisão médica. A mensagem do Dr. Meller é clara: consulte um médico, compreenda os riscos e benefícios, e mantenha um equilíbrio saudável entre a celebração e o cuidado com a saúde sexual.

Receba o melhor do nosso conteúdo em seu e-mail

Cadastre-se, é grátis!