AnaMaria

O que as dores dizem sobre nós

Conheça os estragos que a instabilidade emocional pode fazer na sua saúde. E cuide-se!

Júlia Arbex Publicado em 27/07/2017, às 14h00 - Atualizado em 07/08/2019, às 17h45

O que as dores dizem sobre nós - iStock
O que as dores dizem sobre nós - iStock
◗ Entenda as doenças psicossomáticas 
Está comprovado cientificamente que as emoções influenciam diretamente na nossa saúde física. “O corpo e a mente compõem uma unidade que desenvolve suas funções de forma simultânea. Por isso, sentimentos como o medo, a ansiedade e o estresse provocam um aumento na atividade nervosa, central e periférica, elevando a produção do hormônio adrenalina, além de provocar diversos sintomas físicos, como dores de cabeça, no pescoço...”, esclarece Jaci Ferfila, psicóloga especialista em existencialismo e psicossomática.

◗ Quem pode desenvolver 
“As pessoas mais propensas a terem esse tipo de problema são aquelas com dificuldade para reconhecer e expressar os próprios sentimentos, as que negam que possuem alguma adversidade, além de quem tenta se convencer de que está bem, não admitindo as próprias sensações”, diz.

◗ Principais sintomas 
Em geral, quem sofre de doenças psicossomáticas tem uma maior chance de desenvolver distúrbios nos órgãos do sistema digestivo, respiratório e cardiológico. Quando passa por vivências doloridas, como algum trauma, por exemplo, os sinais se manifestam mais na cabeça, costas e no estômago. 

◗ Diagnóstico e tratamento 
De acordo com Jaci, o paciente só consegue saber que suas emoções são os verdadeiros causadores de uma doença após ir ao médico e se submeter aos exames necessários. Comprovado que não há nenhuma causa física, a pessoa é encaminhada para um psicólogo ou, dependendo do caso, para um psiquiatra.


Veja alguns exemplos de significados emocionais que se manifestam no corpo

Dor de cabeça: tensão, frustrações emocionais e negação da angústia. 

Artrite: autoexigência severa, autocrítica rígida, sentimentos de incapacidade. 

Dor no pescoço e na garganta: sensações desagradáveis, raiva reprimida e medo. 

Dor de estômago: incapacidade de assimilar experiências ou imposições.