Saiba como evitar as varizes com um guia completo

Confira um guia completo para evitar as varizes

sábado 22 junho, 2019
Quanto mais pessoas tiverem a doença entre os seus parentes próximos, maiores as chances de você desenvolvê-la também
Quanto mais pessoas tiverem a doença entre os seus parentes próximos, maiores as chances de você desenvolvê-la também Foto:Banco de Imagem/Getty Images

O que fazer para bloquear o surgimento das veias dilatadas e, caso elas já tenham aparecido, assegurar que não evoluam nem prejudiquem a sua saúde.

Alguém da sua família sofre com varizes? Se a resposta for sim, saiba que as chances de você desenvolver o problema são grandes também.

Isso porque as veias que se dilatam prejudicando a circulação sanguínea, causando dor, ardência ou sensação de peso às pernas e tornozelos costumam surgir no organismo devido à genética. 

Ou seja: quanto mais pessoas tiverem a doença entre os seus parentes próximos, maiores as chances de você desenvolvê-la também. No entanto, mesmo que a predisposição para sofrer com as veias dilatadas seja alta, com os cuidados certos é possível evitar que elas surjam ou, pelo menos, que evoluam causando danos à saúde. Para impedir esse quadro, coloque em prática, no dia a dia, as dicas de Aline Lamaita, cirurgiã vascular e angiologista.

Procure controlar o peso
“Pessoas obesas têm maior disposição de desenvolver varizes porque o volume sanguíneo dentro das veias se eleva. Caso haja gordura acumulada dentro dos vasos sanguíneos, isso também atrapalha na circulação”, detalha. A dica, portanto, é controlar a quantidade de açúcar, sódio e gordura ingerida diariamente.

Hidrate-se adequadamente
Água, sucos e chás são recomendados para melhorar a circulação. “Quanto menor a ingestão de líquidos, mais viscoso fica o sangue. Além disso, se o organismo desidratar, isso favorece a queda da pressão arterial, colocando em risco o funcionamento dos órgãos”, alerta. 

Outra dica: matenha-se longe do álcool. Por ter um efeito diurético, ele favorece a desidratação do corpo e a retenção de líquidos, aumentando a pressão sobre as veias e artérias.

Não fique sempre na mesma posição
Acredite: trabalhar sentado oito ou mais horas por dia aumenta em 10% o risco de morte – os dados são de um estudo britânico. Para reverter os efeitos negativos do sedentarismo, pratique pelo menos uma hora de atividade física por dia. 

“Além disso, para quem sofre com as varizes, o ideal é realizar exercícios movimentando os pés a cada hora de trabalho, além de levantar e andar um pouco para movimentar as pernas”, indica. 

Já se a sua profissão exige que você passe muitas horas em pé, o ideal é fazer pausas para sentar, mas não da forma tradicional. Se possível, coloque um banco ou outro apoio que permita a você elevar os pés e pernas. Se fizer isso por alguns minutos, acredite, você vai favorecer a circulação.

Tenha uma dieta rica em fibras
“É importante que o intestino funcione bem. Quando há prisão de ventre ou inchaço, isso aumenta a pressão sobre as veias do abdômen, o que pode comprometer a circulação das veias das pernas”, explica a médica. Por isso, aposte em alimentos funcionais, como mamão, legumes, verduras e sementes.

Use meias de compressão
Elas têm o poder de melhorar o retorno venoso e são indicadas para quem tem varizes, já teve trombose e também para gestantes.

“A progesterona produzida pelo corpo durante a gestação aumenta a dilatação de todas as veias do organismo. Por isso pode ser recomendado usar o acessório a partir do segundo mês de gravidez”, comenta. 

Mas lembre-se de que existem diferentes versões e graus de compressão no mercado. Logo, o ideal é pedir a orientação de um médico antes de comprar o produto.

Exercite o corpo
“A panturrilha é o coração das pernas: a cada contração muscular, bombeamos o sangue e ativamos a nossa circulação. Quando permanecemos imóveis por muito tempo, isso favorece a retenção de líquido nas pernas, levando ao inchaço e à sensação de cansaço”, pontua Aline.

E não precisa exagerar nas atividades: caminhar, por exemplo, já é o suficiente para aumentar a velocidade do fluxo de sangue nas veias.

Fique atenta aos anticoncepcionais
Os hormônios presentes nas pílulas podem alterar a circulação e, por isso, aumentar o risco de formação de coágulos. Logo, comente sempre com o ginecologista se há histórico de trombose na família ou se você sofre com varizes. Dessa forma, ele poderá avaliar quais os riscos e benefícios do medicamento para você.

Escolha bem o calçado
“Alguns estudos mostram que o uso do salto alto prejudica o retorno venoso a longo prazo. Por isso, caso não abra mão dos sapatos desse tipo, procure ao menos investir em modelos com saltos mais grossos e que dão mais estabilidade ao andar”, orienta.  Mas, no dia a dia, prefira os saltos de 3 ou 4 cm: sua coluna e suas pernas vão agradecer!

Diga não ao cigarro
A nicotina está ligada à diminuição da espessura dos vasos. “E o monóxido de carbono diminui a concentração de oxigênio no sangue. Esse processo causa complicações para as veias, que ficam mais suscetíveis ao entupimento”, afirma a especialista. 

Outra possível complicação: o cigarro dificulta a cicatrização do corpo depois da realização de cirurgias e outros procedimentos.

Sol, sauna e água quente?
Melhor não. Excesso de sol, sauna e banhos muito quentes provocam o aquecimento da pele. “Com isso, o sangue passa a correr em mais velocidade pelos vasos. Caso ele se acumule nos vasos superficiais, podem ficar aparentes”, explica a médica. 

Trata-se do aparecimento das famosas “aranhas” nas pernas. Além disso, as altas temperaturas levam ao ressecamento, que pode causar complicações.

Consulte o médico regularmente
“Caso suspeite da presença de varizes ou já tenha sido diagnosticada com a doença, vá ao angiologista pelo menos uma vez por ano e faça os exames para saber como anda a saúde das pernas. Se você seguir as indicações do profissional será possível prevenir diversos tipos de complicação”, finaliza.

Evite roupas apertadas 
Calças ou cintas que comprimem a barriga prejudicam a drenagem das pernas. Não é necessário usar somente roupas largas, mas deixe de lado aquelas que causam incômodo na hora de sentar.

Como é o tratamento
Além dos cuidados já citados, caso o médico perceba a necessidade de tratar as varizes em consultório, os procedimentos podem ser feitos por meio de uma substância química injetada dentro da veia e também por meio do uso de lasers ou radiofrequências. Nos casos mais graves, cirurgias podem ser indicadas: tudo depende da gravidade do problema.
 

Ana Bardella
Atualizado quarta 7 agosto, 2019 (1066988)
Leia Mais:

ANAMARIA RECEITAS

  1. 1 Pudim mesclado com creme de coco; veja o passo a passo Pudim mesclado com creme de coco; confira como preparar
  2. 2 Muffin rápido de banana e goiabada; veja como preparar essa delícia
  3. 3 Creme Caipira; veja como preparar esta receita saborosa
  4. 4 Frango grelhado com manteiga aromatizada; se surpreenda com o sabor
  5. 5 Especial de fim de ano: Torta de Ricota com Frutas Secas